fbpx

8 Dicas dos Guerreiros Modernos para Meditar

Meditação para Guerreiros Modernos

Eu não cessarei da minha batalha mental… Nem minha espada dormirá em minhas mãos – John Milton

Nas notícias ou entrevistas sobre atletas e lutadores profissionais, já é comum ouvirmos uma série de frases e citações famosas como “resiliência mental”, “preparação mental”, “90% mental e 10% físico”, etc, etc.

Estas frases nos dão uma ideia de que os grandes atletas e lutadores são agraciados com algum tipo de fortitude mental proveniente de algum talento natural ou dom dado por Deus que os separam dos demais “meros mortais”. Porém você já sabe, a vida é simples, e este mesmo poder está ao alcance de todos, e ao seu alcance também!

Navy Seal

Treinamento de Resistência Mental dos Navy Seals

Com uma rápida olhada na história dos atletas e lutadores mais famosos podemos concluir facilmente que esta força mental é uma habilidade que pode ser desenvolvida através de treinamento rigoroso, consistente e comprometido, tanto quanto a maioria das pessoas se dedicam ao seu condicionamento físico.

Os Espartanos, por exemplo, começavam a sua jornada no Agogê na tenra idade dos 7 anos, para então se preparar para a superação do aspecto físico e mental do combate muito antes da sua ida para a primeira batalha contra um inimigo real.

De fato, a famosa batalha dos 300 de Esparta nas Termopilas têm sido contada, e recontada inúmeras vezes através das eras justamente por conta da prova inquestionável que eles deram quanto a sua incrível capacidade de superar os limites de seu corpo através da pura força mental e determinação.

Igualmente famosos pela sua força de vontade, espírito e habilidades sem paralelo no campo de batalha, os lendários Samurais japoneses também são conhecidos por terem dedicado uma quantidade significativa de tempo para treinar a sua mente, com o mesmo afinco que treinavam o seu corpo. Não é nenhum segredo o fato de que o samurai praticava uma técnica de treinamento mental muito específica – a ancestral arte da Meditação Zen.

Através desta prática, o Samurai aprendia como acalmar a sua mente, se manter em seu centro aumentando o espaço entre o estímulo e a resposta, agindo em meio ao caos apartir do olho do furacão, uma habilidade diferenciada que cumpria muito bem o seu papel para ambos os guerreiros lendários, tanto dentro como fora do campo de batalha.

Retornando às origens

Militares Meditando

Aula de Meditação para Fuzileiros Navais Americanos

Embora as culturas dos guerreiros Espartanos e Samurais tenham se perdido através do implacável passar do tempo, ainda existe no mundo moderno a necessidade de pessoas que estão aptas a proteger a sociedade e lutar pelos nossos direitos. E isso se aplica aos policiais, seguranças, militares das forças armadas e agentes penitenciários que dedicam as suas vidas para manter a lei, proteger e servir a sociedade.

 

Estes homens e mulheres são de fato, verdadeiros “Guerreiros Modernos”

Infelizmente, eles são guerreiros em uma cultura que, por uma série de razões, nunca integrou a meditação na vida cotidiana apesar dos inúmeros benefícios do treinamento integrado do corpo e da mente, que já teve o seu reconhecimento em muitas outras culturas através das eras.

Estresse Pós-Traumático

Estresse Pós-Traumático

No entanto sabemos que, por inúmeros motivos, os nossos Guerreiros Modernos precisam dos benefícios da meditação mais do que qualquer outro grupo de pessoas no planeta. Diversos estudos e pesquisas científicas conduzidos mundialmente comprovaram que a meditação ajuda a reduzir os sintomas físicos e mentais relacionados ao estresse crônico e estresse pós-traumático, melhorando o foco e a concentração, liberando a tensão, reduzindo a pressão arterial, diminuindo a taxa respiratória e frequência cardíaca, dando aos seus praticantes uma atitude e postura muito mais positiva em relação a vida.

 

Com esta lista de benefícios, você deve estar se perguntando porque o aprendizado e prática da meditação não se tornou uma parte padrão do treinamento dos agentes da lei em suas respectivas formações?

Policiais Meditando

Policiais Alemães Meditando

Como isto não aconteceu, esta ainda pode ser uma escolha sua! E se você fizer essa escolha, existe uma forma simples de meditação totalmente livre do estigma religioso e dogmático que as pessoas possam atribuir a esta pura e honesta técnica de treinamento mental.

Esta é uma mera forma de relaxamento que é bem simples de ser feita e produz grandes resultados. De fato, ela é bastante similar a forma de meditação que é ensinada por Paul Wilson em seu incrível livro, “The Calm Technique”.

E a propósito, ela também é ensinada e praticada pelos Navy Seals!

O Passo-a-Passo da Técnica

Militares Americanos Meditando

  1. Antes de meditar pela primeira vez, escolha uma palavra, som ou uma frase para repetir silenciosamente em sua mente. E, sim, praticantes de meditação chamam isto de mantra. Para nós, entretanto não importa qual seja o nome dado a esta prática.
  2. A única preocupação que deverá ter é que a palavra escolhida tenha pouco ou nenhum significado para você, e certifique-se de não muda-la no meio do processo, a menos que perceba que ela realmente não está funcionando com você. Alguns praticantes, por exemplo, usam palavras tão simples quanto “um”.
  3. Finalmente, antes de começar, procure um local calmo e confortável na sua casa que esteja livre de distrações. O melhor momento para se engajar nesta prática é de manhã antes de comer. Desligue celular, computador, televisão ou qualquer outro artigo eletrônico que possa te distrair e assegure-se que não será interrompido por pelo menos 10 minutos.
  4. Sente-se em uma poltrona ou cadeira que suporte as suas costas mantendo uma postura ereta, nem muito tensa e nem muito relaxada, use uma almofada como apoio se necessário, e, não se esqueça de configurar o despertador para te alertar quanto ao fim da prática que deverá se estender por um período de 5 a 15 minutos.
  5. Após algumas profundas respirações, inspirando pelo nariz e expirando pela boca, feche gentilmente os seus olhos. Coloque as mãos sobre o seu colo ou pernas. Sinta o seu corpo se assentando e se acomodando numa posição ereta. Conforme começa a se assentar nesta posição, traga a sua atenção para a respiração. Preste atenção no ritmo natural da sua respiração conforme inspira e expira pelo nariz sem tentar controlá-la.
  6. Apenas observe a sua respiração e abra mão do controle dela. Não é incomum que a sua respiração fique um pouco mais lenta. Faça isto por 1 a 2 minutos, e se necessário, conte a respiração para manter o foco.
  7. Agora, silenciosamente, repita a palavra, som ou frase continuamente na sua mente, e no seu próprio ritmo. Não se preocupe se o ritmo mudar ou se você começar a ouvi-la de maneira mais fraca na sua mente. Isto é normal;
  8. Conforme você faz isto, é muito normal que sua mente comece a divagar e vários pensamentos passem pela sua mente. Isto é conhecido como diálogo interno. Gentilmente traga a sua atenção de volta para a palavra e deixe estes pensamentos irem embora. É bem simples.

Na sua primeira semana, é aconselhável que a sua prática não ultrapasse o período de 2 a 5 minutos. Isto te ajudará a construir uma maior tolerância quato a posição sentada e a não ficar frustrado quando a sua mente divagar.

Então a partir da segunda e terceira semana, tente meditar por 5 a 7 minutos, e então aumente para 10 minutos conforme as semanas forem passando. Sua meta final deverá ser conseguir meditar por pelo menos 15 a 20 minutos.

Com certeza, com este pequeno investimento do seu tempo, a meditação poderá trazer grandes benefícios. Em pouco tempo você sentirá na pele que a meditação é uma das formas mais simples de relaxamento, e certamente a melhor forma de treinamento mental.

Também, não fique surpreso se o seu auto controle, performance no trabalho, concentração e bem-estar geral sofrerem melhorias significativas.

Esta prática beneficiará a sua família, amigos, as pessoas com as quais você trabalha e as pessoas as quais você escolheu servir e proteger.

Policiais, agentes e militares são os guerreiros da nossa sociedade moderna, e nos tempos ancestrais, as pessoas dependiam de seus guerreiros tanto física quanto mentalmente para lhes proteger e servir. Nós precisamos também, principalmente neste campo de batalha agitado e atribulado do nosso cotidiano.


Also published on Medium.

Sobre Autor

Gabriel Menezes

Fundador do Spartancast, Consultor e Especialista Internacional em Liderança, Alta Performance e Mindfulness com atuação na área esportiva e empresarial. Terapeuta Holístico (Registro Profissional CRTH-BR: 3128) e Professor de Mindfulness credenciado pela International Meditation Teachers Trainers Association (IMTA) e Membro Executivo do International Institute for Complementary Therapists (IICT) e Membro Profissional da American Mindfulness Research Association (AMRA).