fbpx

Como os Traumas não Curados ficam Armazenados no seu Corpo

Trauma-Armazenado-no-Corpo
Trauma

Quando tudo está bem, o nosso cérebro é o maior supercomputador do mundo. Uma rede complexa com cerca de 100 bilhões de neurônios, além de ser ótimo no processamento e na organização de informações – ele é muito, mas muito rápido.

A cada segundo, algo entre 18 e 640 trilhões de pulsos elétricos estão passando pelo seu cérebro. Essa matriz codifica e armazena cuidadosamente suas memórias e experiências cognitivas, formando coletivamente o seu mosaico único.

Mas o que acontece quando um choque atrapalha esse sistema? E por que esse choque ou trauma pode persistir no corpo e na mente, afetando sua saúde ao longo dos anos?

A verdade é que o trauma não está apenas “na sua cabeça”. Ele deixa uma impressão real e física em seu corpo, perturbando seus processos de armazenamento de memória e mudando a estrutura do seu cérebro.

Os traumas do passado quando não tratados podem ter um grande impacto na sua saúde física, mental e emocional no futuro a médio e longo prazo. As reações emocionais e físicas que os traumas desencadeiam podem torná-lo mais propenso a condições graves de saúde, incluindo ataques cardíacos, derrames, obesidade, diabetes e câncer, segundo a pesquisa da Harvard Medical School.

Além disso, o risco de desenvolver problemas de saúde mental e física aumenta proporcionalmente ao número de eventos traumáticos que você sofreu.

“Por exemplo, seu risco de condições de saúde é muito maior se você tiver três ou mais experiências negativas, chamadas experiências adversas na infância”, diz Andrea Roberts, pesquisadora da Harvard.

Pela aparência externa, um sobrevivente de trauma pode parecer íntegro e saudável, mas o trauma pode inflamar como uma ferida invisível, enfraquecendo as defesas do corpo até que ele se manifeste na forma de uma doença.

Então, o que muda quando experimentamos trauma? E onde ele é armazenado no corpo?

Vamos dar uma olhada no que acontece ao nosso supercomputador quando ele sofre o choque de um trauma.

O trauma pode causar um mau funcionamento do sistema de processamento de memória: o sistema declarativo de memória explícita do seu cérebro falha, portanto a memória traumática não é registrada e armazenada corretamente.

Em vez disso, o nosso supercomputador subverte para um método mais simples de registrar sinais e codifica memórias traumáticas como imagens, emoções ou sensações corporais. Isso se chama dissociação: as memórias são divididas em fragmentos.

Elas permanecem embutidas na mente como estilhaços, impedindo o processo de recuperação natural do cérebro. Fragmentos maliciosos podem se manifestar como sintomas comumente associados ao estresse pós-traumático e aumentar o risco de ficarmos gravemente doentes fisicamente.

O transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) pode alterar visivelmente o cérebro. Depois que o ataque suicida em Manchester em 2017 matou 22 pessoas no show de Ariana Grande, ela divulgou uma imagem de uma varredura cerebral que mostrava o impacto de um trauma em seu cérebro.

Falando sobre sua batalha contra o TEPT, ela disse:

“Sinto que nem deveria estar falando sobre minha própria experiência – como se não devesse dizer nada. Acho que nunca vou conseguir falar sobre isso sem chorar. É difícil falar, porque muitas pessoas sofreram uma perda tão grave e tremenda. Mas sim, é uma coisa real. “

Ariana Grande compartilha sua tomografia cerebral no Instagram.

As três partes do cérebro responsáveis ​​pelo processamento do estresse podem mudar quando as pessoas sofrem de TEPT:

  • O hipocampo encolhe – este é o centro da emoção e da memória
  • A função da amígdala aumenta – o centro da criatividade e da ruminação
  • A função cingulada pré-frontal/anterior diminui – o centro de funções mais complexas, como planejamento e autodesenvolvimento

Como um vírus em nosso sistema de codificação, memórias traumáticas não processadas podem se tornar pontos de atrito que causam mau funcionamento de nossos processos mentais e físicos. As primeiras evidências da memória celular mostram que não é apenas o nosso cérebro, mas as células do nosso corpo que podem conter uma impressão de eventos traumáticos do passado.

Então, o que pode ser feito sobre essa “coisa real e física”?

A boa notícia é que o trauma passado não precisa afetá-lo por toda a vida. É um problema tratável e a ajuda está disponível.

A parte terapêutica do SOMA Awakening pode ajudar a desbloquear ou processar as memórias traumáticas, liberando-as de ficarem presas em seu sistema através de um processo chamado catarse, que a liberação espontânea de conteúdo emocional não processado. Quando a memória traumática é reintegrada na mente, o cérebro pode começar a curar.

Além do SOMA, Meditação e atividades físicas, como yoga, também oferecem resultados reais nesta situação e podem ajudar no processo de cicatrização.

Um estudo do Trauma Center sobre tratamento de TEPT constatou que “o yoga era muito mais eficaz do que qualquer medicamento que as pessoas estudaram até agora. Isso não significa que o yoga o cure, mas faz uma diferença substancial na direção certa. “

Liberar o trauma da mente e do corpo pode ter consequências incrivelmente poderosas. A doutora Kelly Turner estudou extensivamente pacientes com câncer terminal que venceram sua doença contra todas as expectativas. Ela descobriu que as pessoas em remissão espontânea costumavam citar a liberação de estresse ou trauma emocional como um componente-chave de sua cura. “Você não precisa ficar preso”, diz Kerry Ressler, professor de psiquiatria de Harvard, “há uma boa chance de que você possa superar isso”.

Nosso corpo pode ‘manter a pontuação’ (consulte o livro de Bessel van der Kolk com o mesmo nome), mas sua incrível capacidade de curar o torna o quadro mais interessante por trás da condição humana. Como Helen Keller disse:

“Embora o mundo esteja cheio de sofrimento, ele também está cheio de superação”.

Caso ainda não tenha começado o trabalho interno para se curar de traumas e outras condições, comece a praticar essa meditação poderosíssima do SOMA Awakening Breathworks:

Farmácia Interna

Sobre Autor

Gabriel Menezes

Fundador do Spartancast, Consultor e Especialista Internacional em Liderança, Alta Performance e Mindfulness dando treinamentos corporativos em todos os continentes do mundo. DJ, Terapeuta Holístico (Registro Profissional CRTH-BR: 3128) e Professor de Mindfulness credenciado pela International Meditation Teachers and Therapists Association (IMTTA), Membro Executivo do International Institute for Complementary Therapists (IICT) e Membro Profissional da American Mindfulness Research Association (AMRA). Diretor e Representante da IMTTA no Brasil formando mais de 200 Professores de Meditação e Terapeutas. CEO do SOMA Awakening Breathworks nos Países de Língua Portuguesa.

soma brasil

O Que é o SOMA Awakening Breathworks?

A Respiração te libertará! Junte-se a esse Movimento Global trazido da Indonésia em 1ª Mão para o Brasil, e participe deste verdadeiro processo de despertar ...