fbpx

Benefícios das Frequências e Músicas de Meditação nas Ondas Cerebrais

3
Frequências

Não é nenhum segredo que a prática diária e regular da meditação fará maravilhas para o seu bem-estar e saúde mental.

Mas você sabia que quando acompanhada por uma música ou frequência apropriada para a meditação, com sons especialmente projetados para este fim, você pode literalmente transformar o seu cérebro?

Se você já procurou por músicas de meditação antes, você deve estar ciente das milhões de faixas e trilhas sonoras diferentes que você pode encontrar no youtube.

Porém você já se perguntou para o que cada uma delas são, e quais são os seus reais benefícios?

Então, como exatamente você pode saber qual é a melhor música de meditação para você?

Neste artigo irei te explicar em detalhes qual é a melhor música de meditação, baseada em dados científicos, além de alguns recursos sobre onde encontrar a tecnologia de som mais avançada disponível atualmente.

Um Pouco de Física

Cada vez mais estudos apontam para uma verdade que está tirando o sono de muitos cientistas. E muitos destes cientistas não só acreditam como afirmam que vivemos em uma realidade holográfica, ou seja, é como se estivessemos em uma simulação de computador, em uma realidade virtual, como no filme Matrix.

Mas um fato é comprovado, tudo, absolutamente tudo o que você vê, e inclusive aquilo que você não vê, é uma combinação de matéria e energia.

Todo objeto, inanimado ou animado emite energia na forma de calor, e se tivéssemos um microscópio poderoso o suficiente, ao aproximarmos a nossa visão até o núcleo de um átomo, ao invés de batermos em uma ‘parede’, ou seja, na parte supostamente menor e indivisível de um átomo, nós atravessaremos o átomo.

Pois a nível quântico o átomo é uma energia, a energia dos quantas em altíssima velocidade, vibrando em uma frequência imperceptível aos sentidos humanos.

Ao contrário do que você pode ver e sentir nós somos pura vibração na nossa estrutura mais básica, nós somos 99,9% espaço vazio.

É isso mesmo, você é composto de 99,9% de espaço vazio e apesar de você se entender e se perceber como matéria densa, você na verdade está vibrando em todo o seu ser em uma frequência tão rápida que é completamente invisível para os nossos sentidos.

Então aquele modelo atômico de Bohr que você aprendeu ainda na escola foi substituído recentemente por um modelo quântico onde o átomo ao invés de ser um núcleo composto de prótons e neutrons com elétrons vibrando e girando em uma órbita na verdade hoje é uma nuvem de elétrons e suas subpartículas como quarks, ânions, etc.

No nível subatômico somos ao mesmo tempo partículas e ondas, e tudo, absolutamente tudo o que vemos vibra em uma certa frequência.

E ao alterarmos essas frequências a matéria também é alterada.

Quando algo vibra uma onda no ar é criada, e essa vibração se chama ondas sonoras.

E por padrão da natureza essas ondas vibram em certas frequências, sendo que frequência nada mais é que o número de vezes que uma onda se repete em 1 segundo, medida em hertz.

Hertz foi o Nome dado em homenagem a Heinrich Rudolf Hertz um físico alemão que demonstrou a existência da radiação eletromagnética, criando aparelhos emissores e detectores de ondas de rádio.

E o curioso disso tudo é que neste exato momento você está completamente cercado por vibrações, por ondas eletromagnéticas, e mesmo que você não consiga vê-las, não quer dizer que elas não existam. Afinal você agora está usando ondas como o Wifi, GPS, Bluetooth, Infravermelho, AM, FM, etc. para acessar esse tipo de conteúdo  e ter uma série de facilidades na palma de sua mão em seu celular.

E assim como tudo vibra, o seu corpo e cérebro também vibram em sua estrutura mais básica.

Sim, o seu cérebro vibra e pode ser monitorado através das suas ondas cerebrais que também respeitam esta mesma escala de frequência em hertz te colocando em estados de ondas cerebrais como Beta, Alpha, Theta, Delta e Gamma, que afetam diretamente as suas emoções e o seu estado de ser.

Então entender essa ciência nos faz também entender a arte e ciência da manifestação da lei da atração, pois por vibração ressonante você pode atrair a mesma frequência pela qual você está vibrando, e se você quer atrair coisas boas para a sua vida, você precisa vibrar alto, em emoções elevadas!

Se existe uma coisa que todos nós temos em comum em todo o mundo e em todos os tempos, esta coisa é a música.

A música é uma linguagem universal que transcende todas as culturas e tempos. A música é a linguagem da alma, e a melodia certa pode tocar o seu coração de maneiras inimagináveis.

Mas por que será que isso acontece?

Existe uma conexão muito especial que todos nós temos com os sons em padrões rítmicos. Nós nos conectamos com eles instantaneamente.

Coloque uma música animada para uma criança de 2 anos, e ela começará a dançar com a batida pois ela instintivamente sente a essa conexão vibracional com todas as coisas através do som.

Mas poucas pessoas na verdade sabem o poder que as frequências sonoras possuem. Elas podem ser usadas como arma, ou podem ser usadas como um componente para a cura.

Em tempos ancestrais padrões geométricos e estruturas foram criadas e observadas usando certas frequências de som, através de mantras e instrumentos específicos, e essas frequências foram representadas artisticamente pelo o que conhecemos hoje como mandalas, e tecnologicamente falando isso é conhecido hoje também como Cymatics.

Cimática é o estudo do efeito que as ondas e vibrações através do som causam na matéria, é um método que demonstra a natureza vibracional da realidade através da frequência e vibração.

O Poder das Frequências e Vibrações

Estudos provaram que as frequências podem ser usadas de maneiras positivas ou negativas.

Foi comprovado que algumas frequências podem ajudar o cérebro a se sintonizar em um estado cerebral de melhor foco e concentração enquanto aprendemos.

E algumas frequências baixas são conhecidas por causar um grande desconforto e tem um efeito nada saudável sobre o corpo humano.

Na década de 30 o Dr. Royal Raymond Reith curou com sucesso 16 de 16 pacientes terminais com câncer em menos de 70 dias usando um dispositivo de frequência manual.

Por motivos que desconhecemos, o seu estudo foi mais tarde suprimido e esquecido, e o seu aparelho simplesmente sumiu. 

Existem duas frequências especiais que possuem um efeito tremendo na mente e no corpo humano. Estas frequências são 432 hz e 528 hz.

528 Hertz é conhecido como a “tônica do milagre” e é comumente associada com o reparo do DNA, ele ressoa com a natureza e com o corpo humano e é uma das escalas solfeggio originais.

Em 2010 John Huntington um especialista em energia eletromagnética de Vancouver no Canadá purificou com sucesso toda a água contaminada de um lago usando a frequencia de 528 hz e outras frequencias solfeggio

A frequência de 432hz é conhecida como “virtus a” e é um som que é matematicamente sintonizado e o mais consistente na natureza. Músicas baseadas em Virtus A possui um efeito curativo benéfico no corpo humano pois é uma tônica matematicamente fundamental para a habilidade da natureza de se auto reparar.

Ambos 432hz e 528hz são notas comumente usadas na música e canto gregoriano e são conhecidas por criarem vibrações de cura para o corpo, para a mente e para o espírito.

Todos os grandes compositores desde Bach até Chopin e Mozart, todos sem exceção usaram 432 hertz como frequências para criar suas obras primas, o padrão original para sinfonias e composições clássicas era em 432 hertz mas isso foi mudado há muito tempo para 440 hertz.

Uma frequência que não está em ressonância com o corpo humano.

Muitos estudiosos apontam que 440hz é um tom não natural pois ele não pode ser encontrado na natureza, quando certas autoridades descobriram os efeitos que as frequências têm sobre o nosso corpo e mente, elas começaram usar para o seu benefício próprio, e quem sabe para nos manipular.

Talvez isso possa parecer meio improvável para você, mas existem muitos que defendem esta ideia.

Enfim, teorias da conspiração a parte, muitos especialistas apontam que um dos principais motivos dessa transição da afinação dos instrumentos de 432hz para 440hz se deu por questões de economia na indústria musicográfica, já que para as frequências de 432hz se gasta mais materiais para a fabricação dos instrumentos.

O fato é que as pessoas que estavam atentas notaram como a música afeta a atmosfera e a atitude daqueles que estão ouvindo.

E aqui vai uma lição de história, uma curiosidade… na Alemanha Nazista, o ministro da propaganda Joseph Goebbels mudou a escala original de 432 hz para 440 hz.

Eles descobriram que 440hz limita a criatividade e as emoções mantendo as massas dentro de um certo controle, assim 440hz foi adotado pela Fundação Rockefeller nos Estados Unidos e estabelecida como a escala musical oficial.

E talvez muitos possam dizer que isso é teoria da conspiração sem nenhuma fundamentação científica.

Mas hoje conforme vamos despertando vai ficando cada vez mais claro que muitas informações tem sido escondidas e suprimidas do público por questões que estão se tornando cada vez mais óbvias, ou seja para nos manter como gado no rebanho, massa de fácil manobra.

E no caso das frequências e sons, se as pessoas entenderem as dinâmicas das frequências e o poder do som elas serão capazes de desbloquear diferentes portas dentro delas mesmo, liberando-se do medo e bloqueios negativos, bloqueios esses que nos aprisionam e nos mantém sob controle, como um rebanho de ovelhas, mais fácil de ser controlado.

Uma das coisas que foi escondida de nós, foi o poder das nossas emoções.

As nossas emoções possuem um impacto físico no mundo a nossa volta, nós literalmente podemos atrair coisas na nossa vida baseando-se em nossos sentimentos e na força das nossas emoções.

Se certas frequências podem limitar as emoções, existem também frequências que podem impulsionar as emoções.

As duas frequências mais famosas são é claro 432 hz e 528 hz, mas você também pode escolher outras da sétima escala solfeggio, esta escala tem um impacto tremendo sobre o nosso corpo, cada frequência possui uma função e característica, então vamos listá-las abaixo:

FREQUÊNCIAS SOLFEGGIO:

Sétimas da Escala Sofeggio:

  • 396 hertz – esta tônica nos ajuda a transformar sofrimento em alegria, liberando a culpa e o medo.
  • 417 hertz – é uma tônica que limpa experiências traumáticas e facilita a mudança.
  • 528 hertz – conforme mencionado antes, esta frequência é conhecida como a frequência natural da terra,  repara o DNA e traz transformações e talvez milagres para a sua vida.
  • 639 hertz – esta frequência aumenta a comunicação, entendimento, tolerância e amor, em outras palavras, ela fortalece relacionamentos.
  • 741 hertz é uma frequência que nos leva para o poder da auto expressão ao qual resulta em uma vida mais estável e equilibrada ela também ajuda a limpar as células de toxinas.
  • 852 hertz esta frequência ajuda a despertar a intuição e retornar a sua vibração para o equilíbrio espiritual.
  • 963 hertz esta tônica ajuda a restaurar o espírito para as suas configurações originais, é diretamente conectadas com a luz, ou Deus.

Outros Tons da Escala Solfeggio:

  • 174 hertz – Remover o sofrimento
  • 285 hertz – Influenciar o campo de energia
  • 432 hertz – Tônica do Milagre

Estas frequências podem ser usadas todos os dias para restaurar a sua mente, corpo e espírito. Você pode encontrá-las aos montes no Youtube ao pesquisar por “Solfeggio + a frequência desejada”, porém eu recomendo apenas o Canal do Youtube Meditative Mind, pois conheço o seu fundador e sei da maneira responsável com a qual ele conduz o seu trabalho.

Porém é importante ressaltar aqui que essas frequências solffegio dividem muitas opiniões na comunidade científica, e ainda não foi encontrado um consenso entre os diversos estudos publicados sobre essas frequências em específico.

Apesar de existirem estudos que comprovem os seus benefícios, também existem muitos estudos com a proposta de desmascarar as frequências solfeggio.

Quais são as motivações por trás desses estudos dedicados a desmascarar essas frequências? Prefiro não opinar! Mas não posso deixar de lado o meu papel  de informá-los quanto a todos os pontos de vista conflitantes.

Dr. Massaru Emoto, Prêmio Nobel da Paz

Dr. Massaru Emoto

O Dr. Massaru Emoto, vencedor do prêmio nobel da paz, usou uma dessas frequências em seu famoso experimento com a água congelada.

Dr. Emoto expôs a água a certas músicas e frequências e então congelou essas águas, uma vez que a água foi congelada com sucesso, ele pegou uma câmera microscópica de alta resolução e fotografou a estrutura dos cristais formados pelo congelamento.

E o que ele descobriu que o surprendeu imensamente, foi que ele notou que a água que estava exposta a Mozart e Beethoven em 432 hz formou padrões geométricos lindos dentro do cristal da água.

No entanto quando a água foi exposta ao rock roll, pop e outras formas de música vibrando em 440 hz os cristais na água pareciam quase que poluídos, mesmo que a água tenha vindo da mesma fonte.

Ele fez a mesma coisa expondo as águas a palavras positivas como amor, gratidão, eu consigo, e a palavras negativas também, e o efeito foi ainda mais surpreendente.

Então a pergunta é, porque você deveria se preocupar com os resultados destes experimentos.

Simples, porque o seu corpo é todo composto de água, somos 70% água, e se as frequências estão transformando a água nesses experimentos…

Imagine o que essas frequências estão fazendo com todo esse líquido dentro de você?

Isso que eu abordei até agora foram apenas sobre as polêmicas frequências solffegio…

Mas existem também os tons isocrônicos, binaurais e os recentemente desenvolvidos tons tripnaurais, que utilizamos no SOMA, uma tecnologia exclusiva desenvolvida pelo fundador do SOMA awakening, Niraj Naik e homologada pela NASA.

Iremos abordar essas tecnologias sonoras mais a frente neste artigo, então continue conosco!

Como a música de meditação pode beneficiar você?

Atualmente existem milhares de pesquisas científicas mostrando evidências clínicas dos benefícios da meditação e das músicas usadas nela. Hoje sabemos que a meditação é uma técnica comprovada que te deixa livre das drogas e medicamentos produzidos especialmente para reduzir o estresse, superar a depressão e pode inclusive melhorar suas funções cognitivas como memória e Quociente de Inteligência (QI).

Estudos também descobriram que a música aumenta os efeitos da meditação e a ciência impulsionou o desenvolvimento da tecnologia da engenharia sonora para desenvolver a melhor música de meditação para beneficiar o cérebro e a consciência humana.

Este tipo de tecnologia de som baseia-se no conceito de Brain Entrainment (arrastamento das ondas cerebrais), que procura “vibrar o cérebro” numa frequência desejada. O estado emocional de sua mente em qualquer momento, como sentir-se feliz, triste, assustado, sonolento ou excitado, pode ser medido como uma frequência, que nada mais são que as ondas cerebrais, e por ressonância estas ondas cerebrais podem se sincronizar com as vibrações sonoras.

Também sabemos hoje que as emoções são energias em movimento vibrando através do nosso corpo e sendo percebidas no nosso cérebro.

Com sons, projetados de uma maneira específica, você pode literalmente acionar qualquer estado emocional que desejar. Para o treinamento cerebral, os engenheiros sonoros exploraram as batidas binaurais que, ao longo do tempo, evoluíram para a música de meditação de ondas cerebrais Tripnaurais.

Ouça no vídeo abaixo um exemplo de música Tripnaural em ação. Feche os olhos e deixe a música transformar seu cérebro!

Agora vamos analisar esse conceito e ver como você pode tirar os melhores benefícios dele.

A história da música de meditação para treinamento das ondas cerebrais

Entusiastas do Brainwave Entrainment afirmam que a utilização da música e das luzes como uma ferramenta para atingir estados alterados de consciência, foi observada e já vem sendo utilizada de uma forma ou de outra há milhares de anos em diferentes tradições religiosas por todo o mundo (muito antes da invenção dos equipamentos de Eletro Encefalograma – EEG).

E estes sons e luzes psicodélicas vinham desde o uso de batidas de tambor pelos xamãs e druidas na frente da fogueira aos mantras budistas e cantos gregorianos com as luzes coloridas atravessando os vitrais suntuosos de catedrais, até Ptolomeu, observando em 200 DC os efeitos da luz solar em uma roda de fiar.

Nas década de 30 e 40, com os novos equipamentos de EEG e luzes estroboscópicas, William Gray Walter realizou algumas das primeiras pesquisas científicas sobre o assunto.

Mais tarde, nos anos 60 e 70, o crescente interesse nos estados alterados de consciência levou alguns artistas a se interessarem pelo assunto também. Um dos mais notórios neste assunto foi Brion Gysin, que, junto com um estudante de matemática de Cambridge, inventou a “Dreammachine” (máquinas dos sonhos) utilizada em festivais de música eletrônica até hoje.

A Música e a Luz nos Estados Alterados de Consciência

Desde a década de 1970 até hoje tem havido inúmeros estudos e várias máquinas construídas que combinam luz e som. Esses esforços foram auxiliados pelo desenvolvimento contínuo de microcircuitos e outros avanços eletrônicos que permitiram equipamentos cada vez mais sofisticados.

Um dos resultados científicos mais frequentemente apontados para o arrastamento de ondas cerebrais foi a descoberta de batidas binaurais, publicado na Scientific American em 1973 por Gerald Oster.

No entanto, a pesquisa de Oster, na verdade, não faz menção às ondas cerebrais. Com o desenvolvimento de tons isocrônicos por Arturo Manns, combinados com equipamentos mais sofisticados, essas descobertas levaram a muitas tentativas de usar as técnicas de Brainwave Entrainment para o tratamento de inúmeras condições psicológicas e fisiológicas dando início a escolas de medicina integrativa como a cromoterapia e a musicoterapia

O New England Journal of Medicine apresentou um artigo do Dr. Vincent Giampapa, MD, ex-presidente do American Board of Anti-Aging Medicine.

O Dr. Giampapa sugeriu que o arrastamento das ondas cerebrais afeta “dramaticamente” a produção de três hormônios diretamente relacionados à longevidade e ao bem estar geral – Cortisol, DHEA e melatonina:

  1. O cortisol é encontrado nas glândulas supra-renais e afeta o aprendizado e a memória, já que muito disso é ruim para nós e causa estresse. Os efeitos desse hormônio é reduzido consideravelmente através da utilização de sons binaurais
  2. O DHEA é usado como um “ingrediente fonte” para praticamente todos os “hormônios bons” que o corpo precisa e que ajuda nosso sistema imunológico. Isso é aumentado pela meditação e pelas sessões de treinameto de ondas cerebrais.
  3. A melatonina é a substância química produzida durante o sono profundo e natural. Ter muita DHEA e melatonina é bom para nós. Isso é aumentado pelo arrastamento das ondas cerebrais usando batidas binaurais.

Pesquisa da Dra. Margaret Patterson e do Dr. Ifor Capel, Departamento de Pesquisa da Marie Curie Cancer Foundation:

O Brainwave Entrainment leva o usuário para um estado de ondas cerebrais alfa ajudando na produção de serotonina, um hormônio que aumenta o relaxamento e alivia a dor.

Nossos ancestrais eram na verdade muito avançados quando se tratava do conhecimento da meditação, música e seus benefícios para o seu corpo, mente e espírito.

Eles também foram os pioneiros do arrastamento de ondas cerebrais, as antigas tribos da África estavam de fato utilizando técnicas similares há milhares de anos através das batidas dos tambores tribais.

Arrastamento é o processo de usar uma fonte (A) que está vibrando em uma determinada frequência para alterar a frequência de outra fonte (B), de modo que ambos  B e A vibrem na mesma frequência.

Esta técnica também é possível com o seu cérebro, pois o seu cérebro tem uma frequência predominante na qual ele opera quando você está em diferentes estados de consciência, incluindo estados emocionais.

O arrastamento das ondas cerebrais é de fato o processo de mudar a frequência do seu cérebro para a mesma frequência de uma fonte externa.

Há vídeos como Cymatics do Nigel Stanford que eu coloquei acima, em que você pode ver a água, o fogo e a eletricidade reagindo de maneira diferente ao ser exposta a diversos tipos de sons. A mesma coisa está acontecendo com o seu cérebro o tempo todo, então a música certa irá desencadear o estado que estamos procurando.

Como você pode controlar as suas ondas cerebrais?

Por milhares de anos, sábios espirituais, rishis, iogues, xamãs, monges, ou seja lá qual for a figura religiosa que você queira mencionar, têm aperfeiçoado o processo de meditação para induzir estados meditativos profundos. Eles precisavam passar muitas horas por dia acalmando a mente e controlando as suas ondas cerebrais.

Isso não é prático para a maioria das pessoas em seus estilos de vida agitados e modernos. Felizmente com os avanços da tecnologia moderna, você pode, usando é claro uma tecnologia de áudio especialmente projetada para este fim, treinar a sua mente para alcançar os estados que você quiser, logo após algumas curtas sessões práticas.

O antigo método para fazer isso usava batidas biauriculares (binaural) especialmente incorporadas em mantras ou cantos e instrumentos musicais específicos.

Como funcionam os Sons Binaurais?

Quando você toca um tom contínuo com duas frequências separadas em cada orelha, digamos 140 Hz e 149 Hz, a diferença de frequência é de 9 hz. Seu cérebro compensa essa diferença e um terceiro tom de 9 Hz é experimentado.

Isso faz com que o seu cérebro eleve ou reduza as ondas cerebrais para sintonizar-se na frequência desejada.

Todos sabemos que o cérebro é um órgão eletroquímico; na verdade, os neurologistas explicam que, se todas as células nervosas se ativassem ao mesmo tempo, nós poderíamos obter energia suficiente para acender uma lâmpada.

Por sua vez, toda essa atividade elétrica é responsável por diferentes tipos de ondas cerebrais, por meio de um processo complexo, fascinante e perfeito.

Por outro lado, é importante salientar que, ao longo do dia, o cérebro mantém ativos os 5 tipos de ondas cerebrais. Dependendo do que fazemos em cada momento, algumas ondas mostrarão uma maior atividade em determinadas áreas do cérebro, e outras trabalharão com menor intensidade em outras regiões. Nenhuma delas estará, em outras palavras, “desconectada”.

São nuances bastante específicas que convêm considerar. Vou falar, a seguir, quais são os diferentes tipos de ondas cerebrais e como se caracterizam os seus efeitos.

  • As ondas Delta (1 a 3 Hz) sono profundo sem sonhos…
  • As ondas Theta (3,5 a 8 Hz) sonhos lúcidos, sono REM, meditação profunda, insights e solução de problemas, criatividade, canalização, mediunidade…
  • As ondas Alfa (8 a 13 Hz) estado de relaxamento e meditação…
  • As ondas Beta (12 a 33 Hz) vigília, atenção, alerta, consciência normal quando acordado…
  • As ondas Gama (25 a 100 Hz) maior atividade mental, resolução de problemas, percepção (mística), estado de iluminação, samadhi, nirvana, unicidade, extâse.
Variação de Ondas Cerebrais

Ondas Gama são as frequências que foram observadas em estudos conduzidos em monges budistas do Tibet após algumas horas de meditação profunda.

E foi o mesmo nível de onda que a maioria das pessoas alcançaram ao participar da meditação do Portal 4/4/2020 no perfil do Instagram @quantica_e_espiritualidade.

Eu concluo isso pois sei que os sons tripnaurais combinados com músicas eufóricas e técnicas de respiração podem acelerar esse processo, um verdadeiro atalho pro despertar. E, concluo isso também por conta das mais de mil mensagens no inbox do meu perfil no instagram @gabrielmenezesmindfulness que recebi com os depoimentos compartilhando as experiências mais lindas e potentes do mundo.

Mas voltando aos sons binaurais…

É importante informar que os sons Binaurais, depois que o cérebro se acostuma, é necessário achar outros tons diferentes; enquanto os isocrônicos quanto mais você escuta, mais efeitos fazem… portanto eles não se “desgastam” com o uso, como ocorre com os binaurais…

Os sons isocrônicos funcionam sem fone de ouvido pois são batidas monoauriculares, mas já os sons binaurais, como o próprio nome indica, bi, de dois, precisa do uso dos fones de ouvido para que você possa obter o melhor resultado pois precisamos de dois canais estéreo, esquerda e direito para que o seu cérebro possa captar a diferença entre um tom que entra em um ouvido e o tom que entra no outro, e assim então fazer o arrastamento das suas ondas cerebrais baseado nesse som resultante da diferença entre esses dois tons.

Por exemplo se você toca uma música em uma frequência de 432 hz para gerar os efeitos dos binaurais você precisa fazer a frequência de 432 hz sair por um dos canais, esquerdo ou direito, e 435,5 hz saindo no canal oposto, e a diferença da frequência 435,5 hz menos 432 hz dá 3,5 hz e é esse 3,5 que é captado pelo seu cérebro reproduzindo o efeito de arrastamento das suas ondas cerebrais para theta, que a faixa de ondas cerebrais de 3,5hz do nosso cérebro.

É assim que as batidas binaurais são produzidas. Lembrando-se que os fones de ouvido são essenciais para que isso funcione. Esta é a uma das tecnologias de ondas cerebrais menos eficazes da atualidade, mas em comparação com as frequências solfeggio, seus benefícios foram largamente comprovados pela comunidade científica.

De qualquer forma, você precisa saber qual seu objetivo, para usar a frequência certa para atingi-lo, tanto nos sons binaurais quanto os isocrônicos.

E, de minha parte AFIRMO, realmente funciona, e ter acesso a esse conhecimento que eu estou trazendo não tem preço pois você pode elevar suas práticas de meditação, estudo, sono e outras tarefas para outro nível reprogramando o seu corpo no processo, acessando estados elevados de consciência.

O músico e cientista Niraj Naik usou a música e meditação para se curar de uma doença auto imune. Ele decidiu explorar o Arrastamento de Ondas Cerebrais e os sons Binaurais. Após a sua melhora ele começou a criar música por conta própria e através da evolução natural da sua própria pesquisa, a tecnologia de som desenvolvida por ele deu origem à músicas Tripnaurais.

Ele foi pioneiro na música Tripnaural e hoje ela é usada mundialmente pelos principais cientistas, fisiologistas e muitos outros especialistas. E hoje até mesmo um cientista da NASA deu luz verde para o uso de músicas Tripnaurais como uma forma mais avançada de tecnologia de som, uma vez que ela usa adicionalmente aos sons binaurais a mais efetiva e atual tecnologia de arrastamento de ondas cerebrais disponível hoje conhecida como Tons Isocrônicos.

Como funcionam os Tons Isocrônicos?

Sons isocrônicos são sons ou batidas com pulsos regulares; (lembrando que os binaurais são ruídos contínuos); ou seja: que ligam e desligam regularmente, o que torna mais fácil para o cérebro sintonizar com eles. A quantidade de pulsações por segundo, indica a freqüência.

Por exemplo, 10 pulsações por segundo induziria no cérebro uma frequência de 10Hz. Isso excita o Tálamo e faz com que o cérebro passe a imitar a frequência dos toques Isocrônicos, alterando sua atividade cerebral.

Estes são, de longe, os sons para arrastamento das ondas cerebrais mais poderosos e eficazes. Eles trabalham utilizando tons de intensidade iguais e aumentando a velocidade de pulso para sincronizar seu cérebro com o ritmo. A onda mais clara e distinta faz uma harmonização cerebral muito mais rápida. Os efeitos podem ser sentidos até mesmo sem fones de ouvido, mas usá-los aumentará muito os seus efeitos.

Os Tons Isocrônicos são muito antigos, e como são dois sons iguais, não há necessidades de fones de ouvido para sentir seus efeitos, já que o cérebro isola-os e reconhece-os mais rapidamente, tornando os seus efeitos; ao que tudo indica; mais efetivo que os tons binaurais… No entanto é preciso ainda, estudos mais aprofundados, para fazermos tal afirmação categoricamente.

Mas podemos afirmar que são sons ou estímulos, de determinada frequência, que o cérebro não pode ignorar , estimulando as ondas cerebrais pelo fenômeno de arrastamento de ondas cerebrais (brainwave entrainment).

Como eles funcionam como uma espécie de “exercícios para o cérebro”, o resultado não é como “um passe de mágica”, pelo contrário, precisa de muita: dedicação, paciência e perseverança, para que os resultados sejam alcançados, sendo que precisam ser ouvidos, no mínimo, por 21 dias corridos, e o ideal ainda seria de 30 a 90 minutos por 90 dias, para sentir, realmente, seus efeitos.

Isso na verdade imita os mesmos métodos usados ​​pelos ancestrais membros de tribos que batiam seus tambores em um ritmo especial. Porém o método atual é especialmente projetado para produzir exatamente as frequências certas em seu cérebro para produzir os benefícios desejados.

Os tambores xamânicos produzem este tipo de tons e permitem que os xamãs tradicionais façam viagens para os mundos espirituais.

Os tons isocrônicos, são mais usados que os binaurais para produzir sonhos lúcidos, mas também podem ser usados para: aumentar a concentração e a memória, treinar o cérebro que pode propiciar um aumento de inteligência, facilitar a meditação, produzir leve relaxamento que alivia o estresse, preparar o corpo para exercícios (segundos alguns, mesmo no ato sexual, já que influenciam a secreção hormonal…) ou para o sono…

As frequências usadas pelo isocrônicos, são as mesmas para os binaurais e estão alinhadas com as frequências do cerébro.

A combinação de tons isocrônicos com sons binauraus e músicas especialmente projetadas é o que cria o efeito triptâmico completo de mudança de estado de consciência, redução do estresse, produção de serotonina, melatonina e DMT.

Confira abaixo alguns sons feitos pelo meu parceiro Niraj Naik, durante a minha formação como SOMA Breathworks Therapist!

Vídeos de música de meditação gratuita de Tripnaural

Música de meditação para o Sono Profundo

Música de meditação para Liberação do Estresse com Hipno-Fractais

Música de meditação para Manifestação e Lei da Atração

É por isso que o Sound Healing Therapy é a modalidade de terapia que mais cresce no mundo, e eu não poderia deixar isso de fora do meu trabalho com as músicas de meditação do SOMA que produzo com sons Tripnaurais.

Combinando os sons tripnaurais produzidos pelo o meu mentor Niraj Naik, com afirmações e objetos de foco específicos durante a meditação, também inovei criando técnicas de meditações guiadas avançadas que utilizo no curso Protocolo de 21 dias do SOMA Awakening Breathworks.

Dê uma conferida nesta verdadeira imersão online de 21 dias através da música, respiração e meditação:

SOMA

Sobre Autor

Gabriel Menezes

Fundador do Spartancast, Consultor e Especialista Internacional em Liderança, Alta Performance e Mindfulness dando treinamentos corporativos em todos os continentes do mundo. DJ, Terapeuta Holístico (Registro Profissional CRTH-BR: 3128) e Professor de Mindfulness credenciado pela International Meditation Teachers and Therapists Association (IMTTA), Membro Executivo do International Institute for Complementary Therapists (IICT) e Membro Profissional da American Mindfulness Research Association (AMRA). Diretor e Representante da IMTTA no Brasil formando mais de 200 Professores de Meditação e Terapeutas. CEO do SOMA Awakening Breathworks nos Países de Língua Portuguesa.

3 comments

  1. Gabriella 16 junho, 2020 at 14:23

    Chocada com tanta informação maravilhosa! Acho que expandi o 3x mais que esperava pro dia de hoje, rsrs.
    Gratidão por esse conteúdo sensacional que você dedicou do seu tempo para trazer pra todos nós!
    Não conhecia seu blog, vim pelo link do grupo do Quântica e Espiritualidade. Agora vou acompanhe sempre!

  2. Livia Cardozo 16 junho, 2020 at 18:44

    Faz 1 ano que conheci os Solfeggios e todos os dias ouço enquanto faço meus afazeres doméstico. Confesso que tem alguns que me fazem ficar muito down,com pensamentos ruins, nervosa,irritada e eu gostaria de saber o pq isso acontece…. Agradeço muito se souber e puder me responder.
    Gratidão 🙏

  3. Ma 21 junho, 2020 at 15:41

    Muita Informação valiosa em apenas um artigo. Sensacional!.
    Aqui também vai uma ótima dica para quem quer aprender ainda mais..
    Equilibre-se é um programa intensivo de 21 dias para alcançar o equilíbrio interior. como se autoconhecer, entender suas emoções e usa-las a seu favor.
    CLIQUE AQUI E CONHEÇA–> https://bit.ly/2YU6UeO

Adicione um novo comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.