fbpx

Benefícios das Músicas de Meditação nas Ondas Cerebrais

Ondas Cerebrais

Ondas Cerebrais

Não é nenhum segredo que a prática diária e regular da meditação fará maravilhas para o seu bem-estar e saúde mental.

Mas você sabia que quando acompanhada por uma música apropriada para a meditação, com sons especialmente projetados para este fim, você pode literalmente transformar o seu cérebro?

Se você já procurou por músicas de meditação antes, você deve estar ciente das milhões de faixas e trilhas sonoras diferentes que você pode encontrar no youtube.

Porém você já se perguntou para o que cada uma delas são, e quais são os seus reais benefícios?

Então, como exatamente você pode saber qual é a melhor música de meditação para você?

Neste artigo irei te explicar em detalhes qual é a melhor música de meditação, baseada em dados científicos, além de alguns recursos sobre onde encontrar a tecnologia de som mais avançada disponível atualmente.

Como a música de meditação pode beneficiar você?

Atualmente existem milhares de pesquisas científicas mostrando evidências clínicas dos benefícios da meditação e das músicas usadas nela. Hoje sabemos que a meditação é uma técnica comprovada que te deixa livre das drogas e medicamentos produzidos especialmente para reduzir o estresse, superar a depressão e pode inclusive melhorar suas funções cognitivas como memória e Quociente de Inteligência (QI).

Estudos também descobriram que a música aumenta os efeitos da meditação e a ciência impulsionou o desenvolvimento da tecnologia da engenharia sonora para desenvolver a melhor música de meditação para beneficiar o cérebro e a consciência humana.

Este tipo de tecnologia de som baseia-se no conceito de Brain Entraiment (arrastamento das ondas cerebrais), que procura “vibrar o cérebro” numa frequência desejada. O estado emocional de sua mente em qualquer momento, como sentir-se feliz, triste, assustado, sonolento ou excitado, pode ser medido como uma frequência, que nada mais são que as ondas cerebrais, e por ressonância estas ondas cerebrais podem se sincronizar com as vibrações sonoras.

Também sabemos hoje que as emoções são energias em movimento vibrando através do nosso corpo e sendo percebidas no nosso cérebro.

Com sons, projetados de uma maneira específica, você pode literalmente acionar qualquer estado emocional que desejar. Para o treinamento cerebral, os engenheiros sonoros exploraram as batidas binaurais que, ao longo do tempo, evoluíram para a música de meditação de ondas cerebrais Tripnaurais.

Ouça no vídeo abaixo um exemplo de música Tripnaural em ação. Feche os olhos e deixe a música transformar seu cérebro!

Agora vamos analisar esse conceito e ver como você pode tirar os melhores benefícios dele.

A história da música de meditação para treinamento das ondas cerebrais

Entusiastas do Brainwave Entrainment afirmam que a utilização da música e das luzes como uma ferramenta para atingir estados alterados de consciência, foi observada e já vem sendo utilizada de uma forma ou de outra há milhares de anos em diferentes tradições religiosas por todo o mundo (muito antes da invenção dos equipamentos de Eletro Encefalograma – EEG).

E estes sons e luzes psicodélicas vinham desde o uso de batidas de tambor pelos xamãs e druidas aos mantras budistas e cantos gregorianos com as luzes coloridas atravessando os vitrais suntuosos de catedrais, até Ptolomeu, observando em 200 DC os efeitos da luz solar em uma roda de fiar.

Nas década de 30 e 40, com os novos equipamentos de EEG e luzes estroboscópicas, William Gray Walter realizou algumas das primeiras pesquisas científicas sobre o assunto.

Mais tarde, nos anos 60 e 70, o crescente interesse nos estados alterados de consciência levou alguns artistas a se interessarem pelo assunto também. Um dos mais notórios neste assunto foi Brion Gysin, que, junto com um estudante de matemática de Cambridge, inventou a “Dreammachine” (máquinas dos sonhos) utilizada em festivais de música eletrônica até hoje.

A Música e Luz nos Estados Alterados de Consciência

Desde a década de 1970 até hoje tem havido inúmeros estudos e várias máquinas construídas que combinam luz e som. Esses esforços foram auxiliados pelo desenvolvimento contínuo de microcircuitos e outros avanços eletrônicos que permitiram equipamentos cada vez mais sofisticados.

Um dos resultados científicos mais frequentemente apontados para o arrastamento de ondas cerebrais foi a descoberta de batidas binaurais, publicado na Scientific American em 1973 por Gerald Oster.

No entanto, a pesquisa de Oster, na verdade, não faz menção às ondas cerebrais. Com o desenvolvimento de tons isocrônicos por Arturo Manns, combinados com equipamentos mais sofisticados, essas descobertas levaram a muitas tentativas de usar as técnicas de Brainwave Entrainment para o tratamento de inúmeras condições psicológicas e fisiológicas dando início a escolas de medicina integrativa como a cromoterapia e a musicoterapia

O New England Journal of Medicine apresentou um artigo do Dr. Vincent Giampapa, MD, ex-presidente do American Board of Anti-Aging Medicine.

O Dr. Giampapa sugeriu que o arrastamento das ondas cerebrais afeta “dramaticamente” a produção de três hormônios diretamente relacionados à longevidade e ao bem estar geral – Cortisol, DHEA e melatonina:

  1. O cortisol é encontrado nas glândulas supra-renais e afeta o aprendizado e a memória, já que muito disso é ruim para nós e causa estresse. Os efeitos desse hormônio é reduzido consideravelmente através da utilização de sons binaurais
  2. O DHEA é usado como um “ingrediente fonte” para praticamente todos os “hormônios bons” que o corpo precisa e que ajuda nosso sistema imunológico. Isso é aumentado pela meditação e pelas sessões de treinameto de ondas cerebrais.
  3. A melatonina é a substância química produzida durante o sono profundo e natural. Ter muita DHEA e melatonina é bom para nós. Isso é aumentado pelo arrastamento das ondas cerebrais usando batidas binaurais.

Pesquisa da Dra. Margaret Patterson e do Dr. Ifor Capel, Departamento de Pesquisa da Marie Curie Cancer Foundation:

O Brainwave Entreinment leva o usuário para um estado de ondas cerebrais alfa ajudando na produção de serotonina, um hormônio que aumenta o relaxamento e alivia a dor.

Nossos ancestrais eram na verdade muito avançados quando se tratava do conhecimento da meditação, música e seus benefícios para o seu corpo, mente e espírito.

Eles também foram os pioneiros do arrastamento de ondas cerebrais, as antigas tribos da África estavam de fato utilizando técnicas similares há milhares de anos.

Arrastamento é o processo de usar uma fonte (A) que está vibrando em uma determinada frequência para alterar a frequência de outra fonte (B), de modo que ambos  B e A vibrem na mesma frequência.

Esta técnica também é possível com o seu cérebro, pois o seu cérebro tem uma frequência predominante na qual ele opera quando você está em diferentes estados de consciência, incluindo estados emocionais.

O arrastamento das ondas cerebrais é de fato o processo de mudar a frequência do seu cérebro para a mesma frequência de uma fonte externa.

Há vídeos como Cymatics do Nigel Stanford em que você pode ver a água reagindo de maneira diferente ao ser exposta a diversos tipos de sons. A mesma coisa está acontecendo com o seu cérebro o tempo todo, então a música certa irá desencadear o estado que estamos procurando.

Como você pode controlar as suas ondas cerebrais?

Por milhares de anos, sábios espirituais, rishis, iogues, xamãs, monges, ou seja lá qual for a figura religiosa que você queira mencionar, têm aperfeiçoado o processo de meditação para induzir estados meditativos profundos. Eles precisavam passar muitas horas por dia acalmando a mente e controlando as suas ondas cerebrais.

Isso não é prático para a maioria das pessoas em seus estilos de vida agitados e modernos. Felizmente com os avanços da tecnologia moderna, você pode, usando é claro uma tecnologia de áudio especialmente projetada, treinar a sua mente para alcançar os estados que você quiser, logo após algumas curtas sessões práticas.

O antigo método para fazer isso usava batidas biauriculares especialmente incorporadas em mantras ou cantos e instrumentos musicais específicos.

Como funcionam os sons binaurais?

Quando você toca duas freqüências separadas em cada orelha, digamos 140 Hz e 149 Hz, a diferença de freqüência é de 9 hz. Seu cérebro compensa essa diferença e um terceiro tom de 9 Hz é experimentado.

Isso faz com que o seu cérebro eleve ou reduza as ondas cerebrais para sintonizar-se na frequência desejada. É assim que as batidas binaurais são produzidas. Fones de ouvido são essenciais para que isso funcione. Esta é a uma das tecnologias de ondas cerebrais menos eficazes da atualidade.

O músico e cientista Niraj Naik usou a música e meditação para se curar de uma doença auto imune. Ele decidiu explorar o Arrastamento de Ondas Cerebrais e os sons Binaurais. Após a sua melhora ele começou a criar música por conta própria e através da evolução natural da sua própria pesquisa, a tecnologia de som desenvolvida por ele deu origem à músicas Tripnaurais.

Ele foi pioneiro na música Tripnaural e hoje ela é usada mundialmente pelos principais cientistas, fisiologistas e muitos outros especialistas. E hoje até mesmo um cientista da NASA deu luz verde para o uso de músicas Tripnaurais como uma forma mais avançada de tecnologia de som, uma vez que ela usa adicionalmente aos sons binaurais a mais efetiva e atual tecnologia de arrastamento de ondas cerebrais disponível hoje conhecida como Tons Isocrônicos.

Como funcionam os tons isocrônicos?

Estes são, de longe, os sons para arrastamento das ondas cerebrais mais poderosos e eficazes. Eles trabalham utilizando tons de intensidade iguais e aumentando a velocidade de pulso para sincronizar seu cérebro com o ritmo. A onda mais clara e distinta faz uma harmonização cerebral muito mais rápida. Os efeitos podem ser sentidos até mesmo sem fones de ouvido, mas usá-los aumentará muito os seus efeitos.

Isso na verdade imita os mesmos métodos usados ​​pelos ancestrais membros de tribos que batiam seus tambores em um ritmo especial. Porém o método atual é especialmente projetado para produzir exatamente as frequências certas em seu cérebro para produzir os benefícios desejados.

A combinação de tons isocrônicos com sons e músicas especialmente projetadas é o que cria o efeito triptâmico completo de mudança de estado, redução do estresse, produção de serotonina, melatonina e DMT.

Confira abaixo alguns sons feitos pelo Renegade Pharmacist, Niraj Naik, meu mentor direto durante a minha formação como SOMA Breathworks Therapist!

Vídeos de música de meditação gratuita de Tripnaural

Música de meditação para o sono profundo

Música de meditação para liberação do Estresse com Visuais Hipno-Fractais

Música de meditação para Manifestação e Lei da Atração

Combinando os sons tripnaurais produzidos pelo o meu professor Niraj Naik, com afirmações e objetos de foco específicos durante a meditação, também inovei criando técnicas de meditações guiadas avançadas que utilizo no meu curso Ciência da Transformação!

Dê uma conferida em uma delas que eu tenho certeza que transformará não somente as suas ondas cerebrais mas o seu Estado de Ser como um todo logo após a sua prática!

Meditação do Potencial Ilimitado

Lista VIP do Whataspp : Receba em primeira mão os nossos conteúdos pela Lista de Transmissão 👉🏼 http://bit.ly/whatsappcienciadatransformacao

Sobre Autor

Gabriel Menezes

Fundador do Spartancast, Consultor e Especialista Internacional em Liderança, Alta Performance e Mindfulness com atuação na área esportiva e empresarial. Terapeuta Holístico (Registro Profissional CRTH-BR: 3128) e Professor de Mindfulness credenciado pela International Meditation Teachers Trainers Association (IMTA) e Membro Executivo do International Institute for Complementary Therapists (IICT) e Membro Profissional da American Mindfulness Research Association (AMRA).