fbpx

Descubra o Poder da: Compaixão, Gratidão e Presença

Compassivo Grato e Sempre Presente

Este ensaio comparativo entre a filosofia por trás do Budismo e o mundo dos Esportes, prova o porquê de muitas pessoas transformarem as atividades físicas em algo muito além de um estilo de vida, mas também em uma verdadeira filosofia, ou até mesmo em uma religião!

Podemos ver na TV que o esporte move nações e une pessoas debaixo da mesma bandeira. Desde a antiguidade os atletas são colocados em pedestais como verdadeiros heróis. Pinturas e esculturas em mármore forjaram muito antes de nascermos o estereótipo de um “corpo ideal”, corpo este que perseguimos até os dias de hoje.

Logo, é muito natural observar que a prática amadora de esportes e a busca por um estilo de vida saudável “arrebanha” cada vez mais pessoas ao redor do mundo, criando uma imensa legião de atletas amadores que lotam praças, ruas, academias e parques.

Se você está lendo este texto certamente já está seguindo a “religião” do esporte, do contrário ainda há tempo de se juntar a esta verdadeira revolução do bem-estar físico e mental! Que tal o meu convite?

É incrível ver como as coisas se conectam agora…

A primeira reviravolta na minha vida foi quando decidi mudar o meu corpo e me transformar numa pessoa fisicamente ativa, este foi o meu resgate através do esporte.

Depois passei por alguns obstáculos que me jogaram no chão, e, como o esporte já havia me ensinado a lição da  auto responsabilidade, percebi que ninguém mais poderia me tirar do fundo daquele poço senão eu mesmo, este então foi o meu resgate através da filosofia e meditação.

Desta maneira observei que eu precisava evoluir mentalmente e quem sabe espiritualmente se eu quisesse me tornar uma pessoa melhor.

Eu estava tão desesperado por mudança, eu queria tanto me livrar do meu sofrimento, que no início do meu processo de lapidação para ser melhor que ontem, recorri a tudo o que estava ao meu alcance: procurei psicólogo, fiz terapia, fiz sessões de coaching, li muitos livros sobre religiões, filosofia e auto ajuda, e até em centro espírita eu fui parar! (hahahaha)

Pude perceber nas diversas leituras que fiz neste período de altos e baixos, 3 palavras que se repetiam constantemente. Naquela época eu não entendia o quão interconectadas estas palavras eram, não tinha ainda a sabedoria e discernimento para compreender o verdadeiro poder por trás delas, porém eu já sentia que para conseguir mudar a minha vida completamente, não bastava apenas entender o significado destas palavras, mas sim buscar a prática delas todos os dias como verdadeiras virtudes.

E estas palavras são: Compaixão, Gratidão e Presença.

Estas 3 virtudes ao serem praticadas me transformaram profundamente, elas não mudaram apenas a minha forma de pensar, mas também me fizeram questionar a maneira como eu estava conduzindo toda a minha vida, incluindo a maneira com que eu me conectava e me relacionava com as outras pessoas.

Obviamente as palavras compaixão, gratidão e presença são abordadas de maneiras distintas pelas diversas religiões e escritores que se propuseram a deixar uma mensagem de valor para o mundo.

Muitas das vezes tais virtudes são expostas de forma bem sútil, com enfoques diferentes e na maior parte com significados e interpretações diversificadas. Mas para àqueles que tem a sensibilidade para conectar os pontos e procurar a lógica por trás de tudo, estas “verdades” estão o tempo todo bem na nossa frente, e, em essência significam exatamente a mesma coisa.

Na psicologia positiva cada uma destas 3 virtudes tem a sua utilidade, pois ao serem praticadas consistentemente elas têm o grande poder de conectar as pessoas, fazê-las felizes e a viverem plenamente.

E como a vida e o esporte se confundem, no caso deste último também não poderia ser diferente, uma vez que a prática delas pode ser a diferença entre o sucesso na implantação de um estilo de vida duradouro, ou, apenas um meio para se obter um objetivo que comumente nos leva ao fracasso.

O que mais queremos desta vida além de ter ótimos relacionamentos, viver plenamente e sempre felizes?

Eu queria assumir o controle da minha vida novamente, então comecei a escrever sobre estas palavras no meu diário pessoal buscando o sentido delas isoladamente.

Me lembro como se fosse ontem, que em um dos cursos de alta performance que fiz, finalmente entendi a importância de criar uma frase de ancoragem só minha, uma espécie de mantra motivacional.

Eu já havia entrado em contato com este conceito também conhecido como afirmações positivas,  em um livro chamado “The Power of Affirmations” de Nathan Bellow.

Como eu sempre fui uma pessoa muito cética, até então esta ideia de mantra não passava de meras entoações ou orações sem significado algum para mim, uma vez que elas eram provenientes de religiões orientais cercadas de dogmatismo e crendice.

Mas ao entrar em contato com a psicologia positiva aprendi que haviam uma série de estudos que indicavam a importância das autoafirmações para reprogramar o nosso subconsciente através da repetição constante pela nossa mente consciente.

Quando finalmente saí da resistência…

Este mantra pessoal chegou para mim de uma maneira muito natural, veio em um momento que eu não procurava por ele, e por meses se tornou o meu compromisso para comigo mesmo, como ser humano e também como atleta amador.

“Seja compassivo, grato e sempre presente, os seus resultados virão naturalmente”, este é o mantra que repito todos os dias em minhas meditações. Este é o mantra que une as 3 virtudes que pratico no meu caminho de evolução constante.

Permita-me explicar a importância e aplicabilidade prática de cada uma destas atitudes essenciais para o espartano que busca uma vida equilibrada, tanto no esporte quanto na sua vida pessoal.

A primeira, e talvez a mais importante é a Compaixão:

Compaixão

Muitas das vezes traçamos metas e planos para a nossa vida, e visualizamos lá na frente os resultados, isso de fato é muito bom.

Mas quando traçamos metas muito ambiciosas, como o caminho para atingi-las é bem longo, o processo acaba se tornando penoso e duro, e é muito comum que venhamos nos auto sabotar devido a culpa e a auto cobrança.

Por exemplo, quando faltamos algum treino na semana, falhamos com a nossa dieta ou não batemos o nosso melhor tempo num determinado exercício, automaticamente começamos a nos auto flagelar internamente, a nos culpar e nos martirizar, e esta falta de gentileza e compaixão para com nós mesmos, nos machuca, nos bloqueia e naturalmente nos sabota.

A confusão mental é tão grande quando buscamos um culpado interno para aquele ato que não cumprimos, que é muito normal nos distanciar daquilo que nos causa dor, isto nada mais é que uma defesa automática do nosso cérebro, por isso muitas pessoas começam e logo param, pois infelizmente partem do pressuposto que precisam se manter 100% dentro da programação caso queiram atingir os seus resultados. Porém o diferencial do espartano é que ele sabe ser gentil consigo mesmo, pois ele aceita a sua falha, aprende com os seus erros, ajusta o seu curso e segue em frente sem nunca desistir.

Quando li o livro a “A Arte do Poder” de Thich Nhat Hanh aprendi que a empatia é também um dos fatores fundamentais para a nossa convivência harmoniosa como seres humanos, é uma característica admirável presente em grandes líderes e nas pessoas que possui ótimos relacionamentos amorosos e interpessoais, só que na prática é engraçado perceber que a dificuldade de sermos gentis e compassivos com nós mesmos é tão grande, imagina então com os outros! Entretanto se não praticarmos a auto compaixão, será impossível praticá-la com as pessoas a nossa volta.

Então comece de dentro para fora, use a compaixão para direcionar os seus resultados, tenha sim comprometimento para com os seus objetivos e metas, honre-os, mas tenha em mente que somos todos falhos como seres humanos.

E quando você faltar com o seu comprometimento, lembre-se: não procure um culpado, apenas aceite e siga em frente.

Para mudar é necessária uma certa dose de vontade, e um comprometimento gentil para consigo mesmo.

A segunda virtude, essencial para a felicidade é a Gratidão.

Gratidão

Somos tão hábeis em focar somente nos pontos negativos e em tudo o que está dando errado, que esquecemos de ser gratos pelo que já temos, ou onde já chegamos. Ao esquecer disso, fatalmente nos sentimos frustrados por não conseguir aquilo que tanto almejamos. Isto ocorre pois focamos demais no objetivo final e não ficamos atentos com o que já conquistamos

Por este motivo a virtude da gratidão é essencial, tanto na vida pessoal, como na vida atlética. Ao passo que você precisa ter compaixão consigo mesmo, você precisa ser grato pelo que já concretizou com o seu esforço, seja aquele treino bem feito, aquela semana de alimentação impecável, ou aquele melhor tempo na corrida, você deve sempre se lembrar destes momentos para se manter motivado e com uma atitude sempre positiva em relação as suas metas.

No livro “Gratitude Works!” de Robert A. Emmons a gratidão é tida como o grande segredo para se obter o sucesso em qualquer aspecto de nossas vidas,  através dela aprendemos a nos apaixonar pelo processo e não pelo resultado por si só.

Sabemos que diversos estudos já comprovaram a importância da gratidão para nos colocar num estado emocional positivo e otimista, para muitos a gratidão é o segredo da felicidade. Se ser grato te deixará mais feliz ou não, isso você só poderá sentir na prática.

O que posso dizer é que ao sermos gratos todos os dias por tudo aquilo que experimentamos ou conquistamos, estamos treinando o nosso cérebro a focar mais nos aspectos positivos se afastando dos estados mentais negativos.

Você já ficou do lado de uma pessoa que reclama o tempo todo? Pois é… Desagradável né? Então não seja um!

Lembre-se:

Seja grato e apaixone-se pelo processo, seja ingrato e fracasse focando apenas no resultado

Finalmente a terceira virtude, a Presença.

Gratidão

Apenas um tópico neste artigo não seria o suficiente para esgotar este assunto que é o ‘momento presente’, inclusive existe um livro chamado “The Power of Now” de Eckhart Tolle que dedica mais de 200 páginas para falar sobre o verdadeiro poder que o “agora” tem na vida das pessoas de sucesso.

Sabe aqueles momentos raros que você está completamente focado e concentrado nos seus treinos ou no trabalho? Você se lembra de algum dia ao qual você obteve o seu melhor resultado no seu esporte? Então… Se você parar para refletir agora, com certeza se lembrará que nestes momentos você não estava pensando em nada. Você estava completamente ancorado no momento presente, focado e concentrado na tarefa a sua frente.

Em resumo a presença está diretamente relacionada com a alta performance e o feedback imediato, você dá um passo e ele te move para frente. Esta virtude é como se fosse a cereja do bolo pois ela complementa e fortalece as outras duas virtudes só que um toque especial e diferenciado.

O momento presente nos livra das frustrações e culpa pelo o que não fizemos no passado, e nos liberta da ansiedade que nos consome ao focarmos demais nos resultados que desejamos alcançar lá no futuro.

Ao nos ancorar no ‘aqui e agora’ através da meditação, desenvolvemos a habilidade de nos conectar com nós mesmos e assim fica muito mais fácil ter a sensibilidade para nos conectar com as outras pessoas e naturalmente desenvolvemos uma maior empatia.

Através da atenção plena ficamos conscientes com o que precisamos fazer HOJE para atingir os nossos resultados lá no futuro, e é claro, também ficamos presentes para o que já conseguimos, desenvolvendo a virtude da gratidão.

Finalmente, com a meditação aprendemos a olhar para dentro de nós mesmos, e com isso entendemos a dinâmica da nossa mente, logo fica fácil desenvolver a disciplina eliminando os comportamentos auto destrutivos e implantando novos e fortalecedores hábitos.

Excesso de passado ou de futuro nos bloqueia, nos enfraquece, e nos tira a energia devido ao excesso de pensamentos ao qual nos prendemos, e, por tanto decidimos não agir. Estes pensamentos e sentimentos são provenientes de crenças limitadoras que nos paralisam e nos impedem até de se quer tentar.

Mas como eu sempre digo para mim mesmo:

Pensamentos e sentimentos, são apenas isso, nada mais que pensamentos e sentimentos…

Observe-os, aceite-os, deixe-os ir embora, e siga em frente, com passos de bebê até atingir os seus objetivos!

 

E aí espartano(a), está disposto a praticar estas 3 virtudes fundamentas para nossa vida pessoal e atlética?

Então fique ligado no nosso próximo artigo que lhe ensinaremos uma técnica simples e eficaz conhecida como 5-3-1!


Also published on Medium.

Sobre Autor

Gabriel Menezes

Fundador do Spartancast, Consultor e Especialista Internacional em Liderança, Alta Performance e Mindfulness com atuação na área esportiva e empresarial. Terapeuta Holístico (Registro Profissional CRTH-BR: 3128) e Professor de Mindfulness credenciado pela International Meditation Teachers Trainers Association (IMTA) e Membro Executivo do International Institute for Complementary Therapists (IICT) e Membro Profissional da American Mindfulness Research Association (AMRA).