fbpx

7 Sinais de Que Você Está Despertando Espiritualmente

Despertar Espiritual

Despertar Espiritual

O despertar espiritual é semelhante ao processo de amadurecimento da infância à adolescência e então à idade adulta, pois é frequentemente acompanhado por dores crescentes, tristeza, alegria intensa e novas descobertas.

O despertar ocorre quando finalmente deixamos de lado os rótulos, crenças e idéias que foram programadas em nós e despertamos para a verdade de quem somos e do que somos capazes. 

Passar por isso é ao mesmo tempo assustador e emocionante, solitário e alegre.  Mas como saber se você está passando por um despertar espiritual ou apenas tendo uma crise da meia-idade? 

A experiência do despertar é acompanhada de intensas realizações sobre o nosso propósito de vida, enquanto um momento de crise surge focando por vezes nossa atenção no passado, no arrependimento e no medo do futuro.

O despertar espiritual cria um ponto de “não retorno” em nossas vidas. Depois que acordamos, não há como voltar ao antigo EU. É como uma borboleta tentando se encaixar novamente dentro do casulo e se juntar aos seus amigos de tempo de lagarta. Isso é simplesmente impossível de acontecer. 

Mas assim que nos acostumamos com as asas, descobrimos que voar é muito melhor do que se arrastar!

Se você está passando por um despertar espiritual, a seguir te darei algumas dicas para ajudá-lo a reconhecer as várias emoções que você pode estar enfrentando agora.

1. Você questiona tudo.

Você começará a examinar as coisas que foi ensinado a acreditar. Isso pode parecer as vezes desolador pois são as nossas crenças que nos confortam. Mas você logo começará a ver que a verdade é muito mais reconfortante do que ilusões. 

Muitas vezes, são os períodos de perda ou sofrimento que impulsionarão esse processo de questionamento. Durante esse período de conflito, te recomendo a não compartilhar tudo o que está questionando com as outras pessoas. Permita que as pessoas acreditem no que elas querem acreditar e deixe-as livres em seu próprio processo. Dedique-se apenas aos seus questionamentos enquanto investiga, pesquisa e mergulha na sua verdade.

2. Você sente a necessidade de entender o seu propósito de vida.

Por que eu vim? Por que estou aqui? Essa é uma das perguntas mais profundas que uma pessoa desperta deve se fazer. Sócrates diria que estamos aqui para nos conhecer. Enquanto você está investigando o que acredita e o que agora sabe ser verdade, reserve um tempo para se explorar.

Durante esse despertar, você desenvolverá um desejo faminto por uma compreensão mais profunda de quem você verdadeiramente é e por que está aqui. Comece o “processo de identificação não rotulada”; remova todos os rótulos em que nos escondemos. 

Se você não é um vendedor, um pai, uma avó, um professor, um voluntário, uma irmã ou irmão, quem é você? Ao encontrar coragem para remover seus rótulos, você descobrirá quem realmente é, e, durante a jornada deste herói solitário, o tesouro que encontrará será o seu propósito de vida.

3. Você se torna mais independente.

As pessoas que estão despertando não sentem mais a necessidade de se encaixar e pertencer. Esta não é uma realização da noite para o dia; portanto, seja gentil consigo mesmo ao começar entender que as próprias palavras “encaixar-se e pertencer” conotam sentimentos de estar preso, encaixotado.

Você é um espírito livre agora e tem o direito divino de pensar, sentir e acreditar no que quiser. Durante esse período, você pode se afastar de grupos ou organizações que não são mais importantes para você. Novamente, a mensagem aqui é paciência. Seja paciente consigo mesmo, mas também com aqueles ao seu redor que podem não entender por que você está mudando tanto.

4. Seu círculo de amizades muda completamente

Uma das partes mais difíceis de passar por um despertar espiritual é que muitos de nossos relacionamentos começam a mudar ou até terminar. Isso pode levar a sentimentos de perda, medo e solidão. 

Seus amigos podem não entender esse novo você e começarão a questioná-lo ou desafiá-lo. Não adote uma postura defensiva se isso ocorrer. Todo mundo tem direito de ter sua própria opinião, e, quando você defende os seus pontos de vista, está apenas contribuindo para a divisão dualista da qual você está se libertando agora.

Escute os seus amigos. Ouça as preocupações deles. Encontre-os com compaixão. Alguns deles vão embora, mas muitos ficarão. Você também começará a encontrar novos amigos que estarão mais alinhados com a sua consciência desperta.

5. Você perde o interesse pelas coisas materiais.

Todos nós precisamos trabalhar e a maioria de nós gosta de comprar coisas novas e brilhantes. Mas, ao passar pelo despertar espiritual, isso se tornará cada vez menos importante. Isso geralmente é chamado de “Estágio Minimalista”. 

Você pode começar a limpar seus armários, doar roupas velhas, bicicletas e móveis. Você começa a ver o quão pouco realmente precisa para se sentir feliz e presente. Seus objetivos podem mudar agora, e sair de receber essa nova promoção ou economizar para a nova casa, para simplesmente alcançar alegria interior ou passar mais tempo com a família e aprender a viver cada dia com mais gratidão e consciência.

6. Você tem intensa alegria seguida de uma solidão visceral.

Este é um dos estágios mais difíceis do despertar espiritual. Ao começar a ver o mundo como conectado e completo, você sente uma profunda alegria por sermos seres eternos, por nossa energia estar ligada a todos os que estão à nossa volta e por podermos co-criar com o Universo. 

Mas, assim como você está se estabelecendo nesse êxtase, também será atingido por um poderoso senso de solidão, possivelmente até um senso de futilidade. Sinta o seu caminho através deste período altos e baixos. Nenhuma emoção vai durar para sempre. Você está se despedindo de aspectos de si mesmo que não lhe servem mais. 

É muito parecido com o processo de luto. Quando você perceber que a maioria das pessoas não o entendem mais ou até mesmo não te apoiam no seu despertar, você pode se sentir isolado e pensar em voltar ao “antigo EU”. 

A mensagem aqui é novamente de paciência. Quando a borboleta sai do casulo, ela não está pronta para voar. Ela deve dar tempo às asas para se adaptar ao clima. Lembre-se de que durante este estágio “isso também passará” e logo você estará voando.

7. Você sente compaixão por todos os seres.

Quando você começa a ver, ouvir e sentir a energia unificada que flui através de todos os seres vivos, você começa a sentir amor e compaixão por todos os seres humanos, animais e seres vivos em nosso planeta. 

Isso alterará a maneira como você vê as notícias, interage com as pessoas ao seu redor e como você trata os animais e o planeta. Você pode começar a reciclar mais, coletar lixo ao caminhar diariamente ou até mesmo mudar seus hábitos alimentares. 

À medida que você alcança esse estágio de compaixão, muitas das dificuldades e a sensação de solidão começarão a se dissipar. Você se verá como uma alma tendo uma experiência humana. Você começará a se envolver com os outros através de uma energia de amor que alterará e melhorará drasticamente suas interações e todas as suas experiências. Agora você está pronto para voar!

O caminho que percorremos durante esse período de despertar pode parecer confuso e solitário, mas à medida que você avança, sempre em frente, logo descobrirá que para onde está indo é um belo lugar de verdade, autenticidade e propósito. 

Se todos estamos vibrando em nossas frequências únicas, mas todos conectados por uma energia universal, então pela própria lei da ressonância, quando um de nós eleva a nossa consciência, todos a nossa volta se movem para a frente.

Se você gostou deste artigo, compartilhe-o com sua família e amigos nas suas redes sociais.

Desafio de 8 Dias de Meditação

Sobre Autor

Gabriel Menezes

Fundador do Spartancast, Consultor e Especialista Internacional em Liderança, Alta Performance e Mindfulness dando treinamentos corporativos em todos os continentes do mundo. DJ, Terapeuta Holístico (Registro Profissional CRTH-BR: 3128) e Professor de Mindfulness credenciado pela International Meditation Teachers and Therapists Association (IMTTA), Membro Executivo do International Institute for Complementary Therapists (IICT) e Membro Profissional da American Mindfulness Research Association (AMRA). Diretor e Representante da IMTTA no Brasil formando mais de 200 Professores de Meditação e Terapeutas. CEO do SOMA Awakening Breathworks nos Países de Língua Portuguesa.