fbpx

3 Hackings Mentais para sair da Zona de Conforto

Hackings mentais para sair da zona de conforto

Eu gosto muito de conversar com pessoas sedentárias que têm vontade de mudar e buscar uma vida mais saudável, e até iniciantes nos seus primeiros passos no processo de transformação física e mental. Pois assim, aprendo muito sobre a mente destas pessoas procurando ouví-las para entender as suas maiores dificuldades e bloqueios mentais.

Com isto,  consigo me lembrar e analisar de uma maneira muito vívida como fiz antigamente para me manter motivado a vencer esses obstáculos tão comuns na vida de todo mundo, que assim como eu no passado, não estão mais satisfeitas com a sua condição atual mas ainda não conseguiram reunir forças o suficiente para iniciar o processo que as mudará para o resto de suas vidas, tornando-as versões muito melhores de si mesmas.

Sempre quando alguém me procura querendo conselhos para mudar a alimentação e ter uma vida mais ativa através da prática de atividades físicas, a primeira coisa que sempre costumo dizer é: “O primeiro passo você já deu, que é a vontade genuína de mudar, e o segundo passo só reforça positivamente o primeiro, que foi ter procurado ajuda para conseguir sair da sua condição atual”. Tendo dado estes dois primeiros passos com algumas auto-análises do seu processo mental e implantação de alguns pequenos gatilhos, fica fácil pra qualquer sujeito sair da sua zona de conforto e se manter fora dela até atingir os resultados desejados.

Mas antes de me aprofundar neste assunto…

É importante deixar bem claro que não sou educador físico, nem muito menos nutricionista, e que a minha única pretensão aqui é a de ajudar pessoas, através da motivação e do desenvolvimento das mentalidades essenciais para que estas, com a orientação profissional correta, consigam dar continuidade neste processo longo e extenuante, mas que é muito possível e tangível com a utilização do mindset correto.

E faço isso com conhecimento de causa, pois foi desta maneira que consegui mudar: hackeando a minha mente e calibrando o meu mindset para conseguir a minha tão desejada transformação física. A partir daí tenho hoje como minha principal crença o fato de que não adianta você pagar o melhor personal trainer, buscar o melhor nutricionista e comprar os suplementos mais caros, se antes de mais nada você não estiver disposto a mudar a sua mente.

Hackings Mentais

Você também não precisa disso tudo, gastando rios de dinheiro, para conseguir um ótimo resultado, desde que você tenha sua mente configurada para a vitória, desenvolvendo as características essenciais como a força de vontade e a disciplina. Assim você conseguirá qualquer coisa que deseje.

Acredito que neste ponto do texto vocês já devem estar se perguntando, mas afinal quais são esses hacks que vão me auxiliar a sair ou me manter fora da tal da zona de conforto? Então respondendo a sua pergunta e indo direto ao ponto…

Num dia desses qualquer, um grande amigo me procurou para pedir ajuda. Ele queria entender como não deixar a quebra da rotina desanimá-lo, por que toda vez que conseguia implantar uma rotina, se por algum motivo ou outro, ele parava um dia que fosse, este era inevitavelmente tomado por um sentimento de procrastinação, adiando treino após treino até desanimar por completo do processo…

Num artigo anterior em nosso Blog, identificamos as 4 Mentalidades Auto-Sabotadoras que te impedem de se colocar em movimento, e seguindo nesta mesma linha vamos te ensinar a seguir 3 Hackings Mentais simples para conseguir superar sua auto-sabotagem e fugir da famosa e aprazível zona de conforto:

1. Entenda a sua MOTIVAÇÃO:

Quando começar um processo de mudança de hábitos seja para conquistar o corpo perfeito, obter um melhor condicionamento ou buscar mais qualidade de vida e saúde, é de suma importância que você mantenha viva em sua mente a motivação pelo qual esta trilhando este caminho.

Por mais incrível que pareça, é muito fácil esquecer desta motivação, e, de repente nos vermos sem propósito, somente repetindo hábitos que não nos fazem mais sentido algum. Por isso, para evitar que isto aconteça, pegue agora mesmo um diário ou um pedaço de papel que possa colocar em um local visível e de fácil acesso as respostas para as seguintes perguntas: Porque eu quero mudar? Onde quero chegar?

Esta é a motivação que lhe guiará do início até o fim, pode ser que eventualmente ela venha mudar conforme os resultados forem chegando, mas é importante você ter sempre bem claro  a frente, a sua meta, o seu alvo, e, inclusive visualizar mentalmente o seu objetivo antecipadamente, este é o poder da intenção que gerará inconscientemente energia mental para fazer com que o seu corpo siga em frente. A sua motivação virá desta energia, afinal a palavra MOTIVAÇÃO na verdade é a combinação de duas palavras: MOTIVO + AÇÃO. O motivo que lhe faz agir, é o que te gerará o movimento inicial e te resgatará da Zona de Conforto te mantendo sempre longe dela.

2. Tenha COMPAIXÃO por si mesmo:

Falta de compaixão e empatia gera frustração. Aquele desapontamento por não ter conseguido cumprir algo inevitavelmente cria uma sensação de tensão em nosso cérebro, nos tornando ainda mais suscetíveis a criar desculpas para não treinar ou dar continuidade num determinado hábito pois em algum momento você não conseguiu e assim colocou tudo a perder.

Para fugir desta armadilha é necessário compreender a importância da compaixão por si mesmo. Quando você quebrar a sua rotina, não se preocupe, não se puna, não exija demais de você mesmo, não se martirize ou se culpe  por não ter treinado ou por ter dado aquela escapulida na dieta. Exercite a gentileza sendo gentil consigo mesmo, e repita em alto e bom som: “Hoje não foi o meu dia, mas amanhã eu o farei”. E FAÇA.

3. Apenas COMECE por 5 minutos:

Quando se trata de mudança de hábitos, sou um grande defensor da abordagem semi-famosa do “apenas 5 minutos” para começar qualquer tipo de movimento quando me encontro em meus momentos mais procrastinadores. A lógica por trás disso está em dizer a você mesmo que você vai se exercitar, escrever, lavar os pratos ou limpar sua casa por “apenas 5 minutos,” desta maneira seu cérebro não criará tanta tensão. Ninguém pode argumentar contra 5 minutos, nem mesmo o seu cérebro…

É claro que normalmente quando você atingir a marca de 5 minutos de execução da sua tarefa, você já estará começando a ficar imerso e a se envolver com o processo seja ele qual for. Você percebe que não é tão difícil quanto você tinha imaginado, e assim você começa a pegar gosto pela coisa, um gosto ao qual lhe fará querer continuar com a atividade, e com o seu mindset devidamente calibrado para o “Desistir não é um opção”, terminar aquele workout será apenas uma questão de continuidade.

É claro, caros Espartanos que tudo o que abordamos aqui em nosso site é baseado em extensiva pesquisa e experiência pessoal, daqueles que como vocês enfrentam as mesmas batalhas todos os dias. Estes Hackings mentais abordados acima, são algumas das técnicas e gatilhos mais práticos e de fácil aplicação baseados numa conhecida metodologia da psicologia cognitiva-comportalmental chamada “Tiny Habits”, ao qual visa a implantação de novos hábitos e mudança de pequenos comportamentos de maneira sistemática e sustentável.

Foi por acaso mas de tanto lutar contra a zona de conforto desenvolvi esta estratégia…

Embora sem conhecimento aprofundado na época eu as tenha usado de maneira muito inconsciente, modelei-as aqui neste artigo para que sejam utilizadas por vocês de uma forma bastante consciente e simultânea tirando-os da inércia e mantendo-os afastados da zona de conforto.

Para melhor ajudar-lhes na compreensão destes gatilhos, segue um exemplo prático da aplicação destes hackings… Quando não treinamos num dia e chegamos no outro, falando: “Ah, eu não treinei ontem, então hoje também não treinarei e vou deixar pra amanhã”. Lembre-se conscientemente do seu motivo, diga a si mesmo que ontem não foi o seu momento, e se pergunte gentilmente o que te bloqueia de agir hoje? Muita das vezes é porque pensamos que temos um treino de 30, 40, 50 minutos ou até uma hora pra fazer, e quando pensamos desta maneira, criamos uma resistência muito involuntária e inconsciente no nosso cérebro que nos faz perder o ânimo e com isso perdemos a motivação para nos colocar em movimento e sair da inércia.

Ao chegarmos neste ponto, devemos experimentar este simples porém extremamente efetivo hacking… Não pense no workout ou no treino de 1 hora que você terá de fazer, pense o seguinte: “Vou treinar por apenas 5 minutos”. Ao pensar nisso sua resistência mental será muito menor. Então, SÓ COMECE! Comece que seja por somente míseros 5 minutos, mas saia da Zona de Conforto agora!

E então Espartano, vamos partir para a AÇÃO?

Sobre Autor

Gabriel Menezes

Fundador do Spartancast, Consultor e Especialista Internacional em Liderança, Alta Performance e Mindfulness com atuação na área esportiva e empresarial. Terapeuta Holístico (Registro Profissional CRTH-BR: 3128) e Professor de Mindfulness credenciado pela International Meditation Teachers Trainers Association (IMTA) e Membro Executivo do International Institute for Complementary Therapists (IICT) e Membro Profissional da American Mindfulness Research Association (AMRA). Master Trainer de Mindfulness da IMTTA e representante do SOMA Awakening Breathworks no Brasil.