fbpx

Como o seu Corpo Reage à Meditação?

Como o corpo reage à meditação

Como o corpo reage à meditação

Existem diversos estudos científicos que relatam as alterações fisiológicas que ocorrem em pessoas que meditam.

Confira as principais:

MENOR GASTO DE OXIGÊNIO

Um estudo de Harvard aponta que, ao meditar, o organismo consome 17% menos oxigênio, com significativa redução do metabolismo e pronunciada desaceleração do funcionamento do corpo.

MAIS DISPOSIÇÃO

Aumento da concentração de dopamina, serotonina, ocitocina e noradrenalina (neurotransmissores). Isso explica a maior sensação de prazer, motivação, amor e energia após a prática da meditação. Também há uma redução dos hormônios do estresse.

DISPAROS DE ESTRESSES MAIS CURTOS

A meditação tem reflexos no sistema nervoso autônomo responsável, por exemplo, pela dilatação das pupilas. Em um estudo de 1986, aplicou-se uma substância dilatadora nos olhos de meditadores logo após a prática.

Constatou-se que suas pupilas voltaram ao diâmetro habitual em um tempo significativamente menor em comparação com as de indivíduo que não meditavam.

“Esse estudo sugere que as pessoas que meditam, apesar de serem perfeitamente capazes de disparar as chamadas “reações de alarme”, necessárias em situações de emergência, fazem um ‘disparo de estresse’ mais curto. Isso reduz as consequências nocivas do estresse”.

AUMENTO NA ESPESSURA DO CÓRTEX

Um trabalho da neurocientista Sara Lazar, de Harvard(EUA), revelou uma maior espessura do córtex (parte “pensante” de nosso cérebro) entre as pessoas que meditam. O tamanho é aparentemente proporcional ao tempo de experiência com a meditação.

ALTERAÇÕES NA QUÍMICA E NO VOLUME CEREBRAL

A meditação muda a química do sistema nervoso central, melhora a capacidade cognitiva e pode aumentar a massa cinzenta, especialmente nas áreas ligadas ao controle das emoções, ao foco e à atenção.

Durante a prática, o fluxo sanguíneo diminui em quase todas as áreas cerebrais, mas cresce na região do sistema límbico, responsável pelas emoções, a memória e os ritmos do coração, da respiração e do metabolismo.

Também há uma ampliação das ondas cerebrais relacionadas ao relaxamento e os lobos temporais (sede das emoções no cérebro) têm sua atividade redobrada.

REFORÇO DAS DEFESAS DO ORGANISMO

Durante a prática da meditação, a enzima telomerase (ligada ao sistema imunológico) tem sua ação intensificada. Um estudo realizado na Universidade da Califórnia(EUA) mostrou que as taxas dessa substância ficam cerca de 30% mais elevadas em quem medita.

REDUÇÃO DE FREQUÊNCIA CARDÍACA

Nos primeiros estudos sobre a meditação, na década de 1960, o cardiologista Hebert Benson, da Harvard Medical School, submeteu meditadores a experimentos e constatou que, durante a prática, seus ritmos cardíacos caíam para incríveis 30 batimentos por minutos (a média para pessoas em repouso é de 60 b.p.m.).

Isso acontecia quando as ondas cerebrais alcançavam o ritmo theta, mais lento e poderoso, no qual a mente atingiria o estado de “superconsciência” relatado pelos iogues, caracterizado por insights e alegria.

NIRVANA

Quando se alcança o clímax em práticas como meditação e oração, há uma alteração no lobo parietal superior, localizado na parte anterior do cérebro e responsável pelo senso de orientação – percepção do espaço, do tempo e da própria individualidade.

À medida que a contemplação se torna mais profunda, a atividade na região diminui aos poucos até cessar totalmente no momento de pico, aquele em que o meditador experimenta a sensação de unicidade com o Universo, cerca de uma hora após o início da concentração.

Nesse instante, privando os impulsos elétricos, os neurônios do lobo parietal desligam os mecanismos das funções visuais e motoras e o meditador perde a noção do “eu” e sente-se prazerosamente além de qualquer limite. É o que podemos chamar de nirvana.

E você quer sentir na pele essas reações benéficas no seu corpo?

Então não perca tempo e junte-se a mim nesta meditação!

Meditação do Potencial Ilimitado

Lista VIP do Whataspp : Receba em primeira mão os nossos conteúdos pela Lista de Transmissão 👉🏼 http://bit.ly/whatsappcienciadatransformacao

Sobre Autor

Gabriel Menezes

Fundador do Spartancast, Consultor e Especialista Internacional em Liderança, Alta Performance e Mindfulness com atuação na área esportiva e empresarial. Terapeuta Holístico (Registro Profissional CRTH-BR: 3128) e Professor de Mindfulness credenciado pela International Meditation Teachers Trainers Association (IMTA) e Membro Executivo do International Institute for Complementary Therapists (IICT) e Membro Profissional da American Mindfulness Research Association (AMRA).