fbpx

O Fim da Minha Jornada no Coaching em PNL e Início na Meditação

Meditação

Meditação

Antes da minha jornada interior através da Meditação todos os meus estudos, formações e interesse em ferramentas de desenvolvimento humano se resumiam apenas ao Coaching e PNL.

Mas como todo ciclo tem um início e um fim, eu precisava continuar evoluindo, então um novo e mais elevado ciclo se iniciou para mim através do Mindfulness (Atenção Plena).

Não me entenda mal! É claro que o Coaching e a PNL (Programação Neurolinguística) possuem muitas ferramentas poderosas para te colocar em movimento, para te fazer agir…

Você pode se ancorar no seu estado de mais alta performance, você pode modelar qualquer pessoa que admira, você pode “ler” e entender melhor  os outros, você pode até mesmo influenciar e inspirar as pessoas a sua volta.

Você pode também motivar a si mesmo, mudar o seu estado mental e emocional em segundos, e pode inclusive aprender a quebrar padrões de pensamentos negativos e enfraquecedores, comumente conhecidos como crenças limitantes. Com todas estas técnicas, você pode até mesmo usar ferramentas muito boas para planejar o futuro dos seus sonhos.

Mas infelizmente são tantas ferramentas que você pode enlouquecer!

Pense por um momento… Se você fosse aplicar todas estas ferramentas ao longo do seu dia você não teria tempo o suficiente para viver, experimentar, sentir, contemplar e SER VOCÊ MESMO.

É claro que você não se tornará um robô, mas tratar sua mente apenas como uma máquina lógica com muitas programações diferentes sendo executadas simultaneamente, desconectará você do que realmente significa SER humano. E NÓS SOMOS  seres de sensações e percepções. Não nos ensinaram isso na escola, mas os antigos em sua sabedoria sabiam disso há séculos, o poder real está no AGORA e na conexão com a nossa centelha divina, a nossa intuição, o nosso EU Superior.

A inteligência, o pensamento lógico e racional estão na nossa mente, mas a verdadeira sabedoria está no nosso corpo, logo já temos dentro de nós tudo o que precisamos para VIVER o nosso legado, porém naquela época eu ainda não entendia isso e buscava fora de mim algo que eu já tinha comigo de “fábrica”.

Eu tenho que confessar…

Eu praticamente enlouqueci com tanta informação sobre Coaching e PNL que eu havia buscado obsessivamente em minhas formações, leituras e estudos anteriores. Eu me coloquei em um estado de total bloqueio por conta do estresse gerado por essa busca incessante de conhecimento e racionalização constante de ferramentas no meu cotidiano. E com isso me senti frustrado e desapontado porque todos os sonhos prometidos através destas ferramentas não foram alcançados.

Minha mente ficou tão confusa que parei de aprender e evoluir porque eu realmente não conseguia racionalizar todas essas ferramentas ao mesmo tempo.

Não existe um manual para a vida.

Eu não consegui seguir esse “manual” detalhado com tantas técnicas e ferramentas padronizadas para hackear meu cérebro, fazendo-me agir adequadamente como uma máquina em cada um dos aspectos do meu dia, e ainda dar conta de acompanhar todo o alto desempenho exigido pela empresa onde trabalhava e das tarefas da minha vida muito ocupada…

Neste exato ponto deixei de acreditar na aplicação prática de tais técnicas vendidas por escolas de Treinamentos, Formações de Coaching e PNL, pois tudo isso me deixava muito estressado e a aplicação constante de tais ferramentas não era nada prática no dia a dia.

Toda aquela disciplina rígida necessária para o uso destas ferramentas me fazim agir como um robô aplicando conscientemente os novos hábitos e comportamentos essenciais para o meu sucesso, e tudo isso sendo processado de uma só vez me fez com que eu me tornasse mais tenso do que nunca.

E isso aconteceu principalmente porque eu estava muito preocupado com o futuro esquecendo de me concentrar nas tarefas necessárias para serem executadas no momento presente bem na minha frente.

O alto desempenho e o sucesso prometido que eu tanto procurava estavam escorregando entre os meus dedos. Eu estava colocando muito esforço e esquecendo de ser eu mesmo aproveitando mais o momento presente.

Eu parei de amar a jornada por si só…

Parecia que cada ação ou decisão que eu estava tomando tinha um impacto enorme no meu futuro e cada minuto não gasto adequadamente poderia me levar a atrasar minhas conquistas e objetivos, e assim, como consequência, eu entrei no ciclo vicioso da auto sabotagem, me entregando a auto cobrança e a culpa.

E toda essa culpa me consumia por dentro porque eu havia estudado e conhecia todas as ferramentas, mas apesar do meu esforço sobre humano, infelizmente eu não conseguia aplicar todas elas com eu achava que deveria.

Com o conceito de auto-responsabilidade eu não poderia colocar a culpa nas ferramentas ou nos treinadores, mas apenas em mim, então eu fiquei totalmente preso na lama… Como no mundo fitness e dos esportes, costumamos dizer: eu entrei em um platô, mas num platô mental pois eu não conseguia mais evoluir.

Onde eu estava errando?

A vida é mais simples do que acreditamos, mas eu não sabia disso.

 

Aquilo que eu estava perseguindo com tanto esforço estava fugindo de mim. O ciclo vicioso do estresse e da confusão mental que todas aquelas técnicas estavam criando na minha cabeça precisavam ser quebradas. Naquela época, eu não sabia como relaxar e manter a calma mesmo no olho do furacão.

Eu sabia que precisava encontrar alguma maneira para me libertar de toda essa tensão, do estresse e da auto sabotagem gerada por ele. Então eu finalmente conheci a meditação mindfulness e me permiti experimentá-la sem nenhuma expectativa… Nesta prática diária, encontrei a ferramenta mais poderosa, honesta, simples e pura para a auto-realização.

Praticando diariamente, primeiro eu comecei a aprender como aceitar e lidar melhor com meus pensamentos e sentimentos, logo nessa jornada interior de autodescoberta eu aprendi mais sobre mim mesmo do que qualquer um poderia me ensinar. E com isso desenvolvi uma enorme auto-estima e autoconfiança com a certeza manifesta de que eu já tinha tudo, absolutamente tudo, o que eu precisava dentro de mim para deixar a minha marca no mundo.

Eu aprendi o poder de estar no aqui e agora com uma mente clara e calma. A melhor conexão que desenvolvi me ouvindo sem julgamentos também me ensinou a ouvir mais a todos ao meu redor. Ao ouvi-los com cuidado, aprendi a conectá-los e influenciá-los.

Ser consciente também me ensinou a calar todo aquele meu barulho interno e tornar-me um melhor observador dos meus próprios pensamentos e sentimentos, deixando-os desaparecer facilmente ancorando-me no momento presente sem me preocupar com o futuro ou murmurar sobre o passado.

No agora eu parei de perseguir o estado de fluxo, e apenas me joguei, me soltei e relaxei para me TORNAR O FLUXO

Foi assim que atingi a alta performance com graça e leveza, de uma maneira que jamas pensei que conseguiria alcançar, e isso só aconteceu pois aprendi a olhar para dentro de mim mesmo e então seguir a minha intuição e os sinais do Universo surfando a Lei do Mínimo Esforço.

No momento presente, você pode sentir, viver, ser livre, conectar-se, influenciar e inspirar outras pessoas, encontrar o seu EU Autêntico despertando as suas potencialidades inatas e todos os “poderes” prometidos pela PNL de uma maneira orgânica, natural e genuína.

Você pode desenvolver e praticar tudo isso sem muita complexidade e esforço, somente sendo você mesmo em um estado calmo e consciente livre do padrão de pensamento estritamente lógico, racional, rotulador e catalogador de padrões e técnicas que serve apenas para nos robotizar e nos aprisionar ainda mais no piloto automático – afinal não existe manual para a vida.

Criar um espaço mental é como tirar todo o lixo de dentro de nós

Limpando tudo o que está sujo, libertando-se do excesso de passado e livrando-se do excesso de futuro para viver no momento presente sem julgamentos. E nenhuma outra ferramenta além da meditação pode dar a você isso de uma maneira tão simples, suave e orgânica.

Sinceramente não existem palavras o suficiente para expressar o quanto evoluí com a meditação. Isso é algo que só posso sentir. O único “conselho” que posso dar a você que está lendo este artigo é que todos deveriam se permitir a experimentá-la sem expectativas e ver até que ponto o seu estado de espírito mais relaxado e conectado consigo mesmo pode levá-lo a desbloquear os seus talentos naturais e potencialidades inatas.

A psicologia, o coaching, a neurociência e a PNL têm o seu papel fundamental em explicar e resgatar tais sabedorias de uma maneira mais aceitável e científica, sem nenhum apego religioso ou espiritual. Estas disciplinas estão apenas tentando ensinar aos incrédulos o que os antigos já sabiam e praticavam há milhares de anos, e isso por si só é muito bom!

Porém eu vejo uma tendência mundial cada vez mais crescente de pessoas querendo hackear as suas próprias mentes, focando apenas na parte racional esta já é a nova moda, no entanto, entendendo que o ser humano não é só cabela, nem só corpo e nem só espírito e sabendo que a base das ações, pensamentos e sentimentos de cada pessoa são as nossas emoções fundamentais, então eu não estou mais aqui para te ensinar a hackear somente a sua mente, mas sim o seu coração e a sua biologia.

A meditação é retomada de um caminho pautado na simplicidade de como a vida deveria apenas SER, no fluxo contínuo do eterno momento presente através da respiração, aqui e agora, sem julgamentos.

Assim seja, apenas RESPIRE – Respire ritmicamente, continuamente e através do seu coração todos os dias.

Quer conhecer a meditação na prática? Então clique na imagem abaixo!

Desafio de 8 Dias de Meditação

Sobre Autor

Gabriel Menezes

Fundador do Spartancast, Consultor e Especialista Internacional em Liderança, Alta Performance e Mindfulness com atuação na área esportiva e empresarial. Terapeuta Holístico (Registro Profissional CRTH-BR: 3128) e Professor de Mindfulness credenciado pela International Meditation Teachers Trainers Association (IMTA) e Membro Executivo do International Institute for Complementary Therapists (IICT) e Membro Profissional da American Mindfulness Research Association (AMRA). Master Trainer de Mindfulness da IMTTA e representante do SOMA Awakening Breathworks no Brasil.