fbpx

7 Tipos de Atletas Mais Divertidos

…Porque rir é o melhor remédio.

Estava nas redes sociais e vi um post assim:

Um casal com ar compenetrado.

– Ela pensando: “Será que ele está pensando em mim?”

– Ele pensando: “Será que dá pra fazer um “human flag” com um braço só?”

Rachei de rir e nesse momento pensei que se afinal de contas a gente só pensa em treinar, é mais do que lógico nos divertirmos com isso, e sempre!

Por isso comecei a observar à minha volta nos parques, nas ruas e praças e identifiquei alguns tipos de atletas que com certeza nos farão rir muito.

É claro, ainda que possam existir, não quero criar nenhum tipo de estereótipos, mas com certeza assim como eu me identifiquei, você vai se identificar com um deles com certeza!

E caso não se identifique, aquele seu amigo deve ser um desses atletas. 😀

Então relaxa esse abdômen porque agora é hora de descontração total… Por tanto não nos leve a sério demais e nem leve pro lado pessoal! 😉

Assim como entre os atletas realmente ativos temos tipos interessantes, como aquele gordinho forte, por exemplo. Ele não percebe que é mesomorfo e vive dizendo que está ganhando massa para depois secar, desnecessário dizer que ele vai ser barrigudo pelo resto da vida. Ou então tem aquele ectomorfo que só treina cardio ou corrida e reclama que não consegue ganhar massa.

Então vamos aos nossos atletas mais que especiais.

Atleta de Fim de Semana

atleta de final de semana

O tipo de atleta mais famoso que temos e também o mais comum nos parques é o atleta de fim de semana. Esse geralmente tem aquela cor de escritório (nessas horas a pele clara denuncia que o coitado vive enclausurado), gordurinhas sobrando por todo lado e músculos flácidos. Mas ele coloca sua roupa de treino, pega seus fones de ouvidos e vai para o parque. Lá ele corre uns 200 m, faz umas 3 barras, 10 flexões, algumas abdominais e então tira a camiseta. Depois de secar a sua garrafinha térmica, sem um único risco, ele faz mais alguns exercícios que só ele conhece, ou então usa os equipamentos da terceira idade para um “treinão” de perna por 15 minutos depois ele termina e fica zanzando pelo parque, até ficar exausto e então vai embora, se encontrar com uns amigos, comer aquela feijoada (afinal é sábado) e passar a tarde conversando, beliscando todo tipo de frios gordurosos regados a muita, muita, muita cerveja.

Atleta Herói

Atleta Heroi

Esse geralmente está acompanhado da namorada ou do filho. Se estiver com a namorada eles devem ter por volta de uns 17 anos, se forem mais velhos não tem problema, afinal, não há idade para ser herói, certo?

Quando chega no parque ele tira a camiseta, pendura no bolso da bermuda jeans, e quando passa pelas barras, se pendura nelas ensaia uns exercícios. Aí ele pega a namorada e dá um jeito de pendurar ela também, aí dá umas dicas e depois tenta as paralelas por que deve ser mais fácil para o nível dela, por fim, saem abraçados porque já treinaram.

Quando o nosso Atleta Herói está acompanhado do filho a cena é parecida, mas nesse caso o(a) garoto(a) não se cansa tão fácil e aí a coisa complica porque amanhã nosso herói não vai aguentar levantar os braços.

Atleta que está sempre voltando

atleta amador

Esse atleta é muito comum no nosso meio. Eu fui um desses por alguns anos, 15 para ser mais exato. Ele é meio atleta herói, mas diferente do herói ele já teve alguma experiência com atividades físicas, mas as desculpas são muito maiores que a determinação, então ele está sempre se programando para voltar ao esporte sem realmente fazer a única coisa que deveria fazer: Recomeçar.

Atleta que está sempre começando

sedentarismo

Esse atleta é uma versão piorada do anterior, porque ele nunca fez nada na vida, geralmente não é só o corpo que está ruim, mas a saúde também. Se treinar fosse dieta ele estaria sempre começando na segunda-feira. Muitas vezes ele paga a academia e lá ele frequenta uma ou duas semanas no máximo.

Geralmente ele se queixa de falta de incentivo, diz que ninguém apóia ele então não tem ânimo, se tivesse mais alguém começava hoje mesmo. Daí aparece alguém se oferecendo a treinar ou correr com ele e nesse momento ele arruma uma desculpa qualquer para escapar, ou na maior cara de pau diz: “Valeu, mas eu não consigo acompanhar seu ritmo, você já é atleta” – como se estivéssemos procurando alguém com quem fazer uma disputa.

Atleta de Alta Temporada

gordinho-corredor

Esse tipo não é fácil de encontrar por aí, tem época específica, é como jabuticaba, se não for na época certa, ele não estará lá.

Chegou a temporada de férias e com ela chega o nosso atleta. Ao chegar no litoral ele se transforma: Corre na praia pela manhã – os mais avançados fazem isso ao amanhecer. E faz muitos exercícios ao longo do dia. Não é difícil distinguir o nosso atleta dos demais: fora a cor de escritório, a forma física está bem longe daquele corpo.

Então a temporada termina, ele sobe para a capital e o espírito de atleta fica lá embaixo aguardando o próximo fim de ano.

Atleta de Embalo

atleta de fim de semana

Esse aqui geralmente é conhecido nosso, porque quando começamos ele também começou, mas diferente da gente, ficou pelo caminho. O tempo de validade do Atleta de Embalo é muito variável, tem alguns que até se parecem com o Atleta Que Está Sempre Voltando, por que vira e mexe e ele aparece todo animado. Aí a gente pensa: “Agora vai” E vai mesmo, em pouco tempo vai pra bem longe da academia e do treino, ele VAI parar.

Atleta Auto Técnico

atleta de final de semana

Esse tipo é interessante porque ele até se exercita, tem ânimo, e até certa assiduidade na prática do esporte. Mas o problema dele é a coordenação, não tem nenhuma, e se você vai dar uma dica para ele melhorar a postura… É virar as costas e ele volta a fazer errado. Às vezes, ele traz um amigo sedentário e acaba usando ele como aluno e aí fica mais bizarro, porque ele ensina errado para o pobre infeliz que tem menos noção que o nosso querido “atleta”.

É caro leitor temos muitas figuras interessantes dando sopa por aí e tempo me faltaria (e com certeza você não teria paciência para ler tanta matéria fútil) para discorrer sobre todas elas, mas espero que tenha se divertido um pouco, e deixe seu comentário caso conheça algum outro tipo de atleta que não trouxemos aqui, ou, se assim como eu você também já foi um desses.

Sobre Autor

Fábio Pedreira

Pai dedicado de 2 filhos com um terceiro a caminho. Atleta Livre e amador, não abre mão da alimentação saudável. Escritor nas poucas horas vagas tem a honra de publicar suas ideias nesse blog dedicado ao atleta amador.