fbpx

Glândula Pineal: Tudo o Que Você Precisa Saber!

3
Glândula Pineal
Glândula Pineal

O famoso filósofo René Descartes descreveu a glândula pineal como a “sede principal da alma”. Você provavelmente já ouviu falar que essa glândula é o “terceiro olho”, um ponto de chakra místico que reside bem no meio de suas sobrancelhas. 

Bem, acontece que essas ideias não estão muito longe. O pequeno órgão endócrino em forma de pinha, do tamanho de um arroz, conhecido como glândula pineal, fica sozinho no meio do cérebro e no mesmo nível dos olhos.

Uma minúscula glândula no centro do cérebro chamada pineal que pode parecer insignificante, mas que os pesquisadores descobriram ser de vital importância para a saúde física, mental e, muitos acreditam, para a nossa evolução espiritual também. 

Por meio de uma dieta pobre, exposição a toxinas, estresse e a escolha do estilo de vida moderno, a glândula pineal se torna endurecida, calcifica e se fecha. Para despertar esta glândula à sua saúde e vitalidade, a desintoxicação é necessária com dieta e ervas, luz solar e água pura.

Este artigo irá cobrir de uma maneira resumida porém ainda profunda os aspectos científicos da glândula pineal, que é comumente associada ao termo ‘terceiro olho’ .

Quais tópicos serão abordados neste artigo?

Com tanta informação e desinformação por aí sobre a definição e funções da glândula pineal, é justo que listemos os principais tópicos que serão discutidos e explicados ao longo deste artigo. Você pode rolar o cursor e ler cada um individualmente ou, se preferir, apenas ler os tópicos que são importantes para você:

  1. O que é glândula pineal?
  2. Funções da glândula pineal
  3. O que é DMT?
  4. Qual é a correlação do flúor com a glândula pineal?
  5. Como descalcificar sua glândula pineal?
  6. Como estimular sua glândula pineal?
  7. 6 Maneiras de Ativar a glândula pineal
  8. Problemas modernos com a glândula pineal

Este é um artigo compreensivo com muita informação de diversas fontes, então, por favor, tenha paciência conosco se algumas partes não estiverem totalmente esclarecidas, através de seus comentários e perguntas no campo de comentários aqui abaixo, poderei garantir que a postagem seja revisada e ajustada para refletir os melhores e mais claros conselhos científicos e espirituais sobre como manter sua glândula pineal saudável e funcional.

Antes de começar, gostaria de expressar minha gratidão a Alex Hope, que me inspirou a fazer uma edição revisada deste assunto cada vez mais popular.

O que é glândula pineal?

A glândula pineal, que fica no centro do cérebro, é responsável pela produção de um derivado da serotonina conhecido como melatonina; um hormônio que ajuda a regular e manter um ritmo circadiano saudável  (responsável por regular seus padrões de sono), mas também ajuda a regular os hormônios reprodutivos para o sexo feminino.

Durante as horas escuras da noite, a capacidade do corpo de produzir melatonina aumenta muito, enquanto durante o dia os níveis de produção são baixos, portanto, você não sente sono ou cansaço. Sempre que você se expõe à luz forte durante a madrugada, o ciclo normal de produção de melatonina do corpo é interrompido. Isso se aplica particularmente para aqueles que trabalham em turnos diferentes no trabalho, ou viajantes frequentes que pulam entre fusos horários diferentes com muita frequência.

Sua glândula pineal tem a maior proporção de serotonina (conforme citado por Rick Strassman ) em qualquer parte do corpo, o que é um componente crítico para a produção de melatonina na pineal. A serotonina, como você deve ter ouvido, rege seus níveis de energia e humor e é frequentemente chamada de neurotransmissor da felicidade e da confiança. Realizar tarefas que o desafiam em grandes proporções e proporcionam uma sensação de realização estão todas ligadas a uma maior produção de serotonina, que o ajuda a seguir em frente.

“A pineal também tem a capacidade de converter serotonina em triptamina, uma etapa crítica na formação de DMT. As enzimas únicas que convertem serotonina, melatonina ou triptamina em compostos psicodélicos também estão presentes em concentrações extraordinariamente altas na pineal. Essas enzimas, as metiltransferases, anexam um grupo metil – ou seja, um carbono e três hidrogênios – a outras moléculas, mantendo-as assim. Basta metilar a triptamina duas vezes e teremos di-metil-triptamina, ou DMT. Por possuir os altos níveis das enzimas e precursores necessários, a glândula pineal é o local mais razoável para a formação de DMT ”

Rick Strassman

Durante a década de 1950, os cientistas concluíram vários estudos no cérebro de ratos e camundongos e descobriram que ambos contêm quantidades significativas de DMT. Durante esse tempo, os cientistas também foram capazes de encontrar enzimas que formam o DMT a partir de amostras de tecido de pulmão humano. Então, em 1965, um grupo de cientistas alemães publicou um artigo que mostrava a extração de DMT do sangue humano. Em 1972, Julius Axelrod, que era um bioquímico americano, confirmou a presença de DMT no tecido do cérebro humano.

Glândula Pineal
Fonte da imagem: Token Rock

Funções da Glândula Pineal

Como você pensa e se sente todos os dias depende da glândula pineal. Como produtor do hormônio melatonina, a qualidade e a duração do seu sono dependem de quão bem a pineal produz esse hormônio. Este minúsculo órgão regula seus ritmos circadianos diários e sazonais, os padrões de sono-vigília que determinam seus níveis hormonais, níveis de estresse e desempenho físico.

Como visto anteriormente ela secreta melatonina, que regula os ciclos de sono/vigília, e serotonina, um neurotransmissor que promove estados mentais felizes e equilibrados.

Além de crucial para uma boa noite de sono, a melatonina também retarda o envelhecimento e é um potente antioxidante. Também ajuda a proteger contra poluição eletromagnética. Além disso, os indivíduos relataram sentimentos intensificados de empatia durante a suplementação com melatonina – levando a relações interpessoais mais harmoniosas.

Os cientistas suspeitam que a N, N-dimetiltriptamina (DMT) também é produzida pela glândula pineal. Esta é a substância que dá aos botânicos xamânicos como  Psychotria viridis, Amanita muscaria, Banisteriopsis ou o Psilocybe cubensis seu estado alterado de consciência. O Dr. Rick Strassman, autor de DMT, The Spirit Molecule , acredita que a glândula pineal produz DMT durante experiências místicas, bem como no nascimento e morte. O DMT também está associado a sonhos lúcidos, experiências de pico, criatividade e capacidade de visualização.

O que é DMT?

Embora a função do DMT no cérebro humano seja atualmente desconhecida, a dimetiltriptamina (DMT) é uma das drogas psicodélicas mais poderosas, que ocorre naturalmente em animais, plantas e no cérebro humano.

“Em 1972, Julius Axelrod também descobriu que a glândula pineal humana produz DMT (Dimetiltriptamina), que é uma substância alucinógena. Meditadores ativos e sérios são capazes de inundar seu cérebro com DMT, negando a necessidade de substâncias como a Ayahuasca. Pensa-se também que a dieta interfere com a atividade da glândula pineal, por exemplo, comer açúcar, uma vez que produz inibidores enzimáticos. Portanto, limpar nosso corpo e consumir nutrição orgânica fresca e de qualidade ajudará a elevar nossa consciência, assim como outras práticas ”.

Caroline Cousins

Quando consumido por via oral, o DMT é relatado como o responsável por iniciar uma forte experiência psicodélica e frequentemente espiritual para o meditador. Isso também é parte da razão pela qual há tantas dúvidas em torno da correlação da glândula pineal e a produção de DMT, porque no momento o DMT é classificado como uma droga de Classe 1 , o que é bastante irônico se você considerar o fato de que ela ocorre naturalmente no corpo humano!

Embora ilegal nos Estados Unidos, o consumo de DMT tem raízes profundas na cultura dos xamãs e curandeiros naturais da América do Sul.

Embora não existam muitos estudos científicos que ainda  mostrem os benefícios terapêuticos do consumo de DMT , vários buscadores altruístas – que se viram desafiados por medos, depressão e ansiedade ao longo da vida – decidiram entrar na selva da América do Sul e tentar a magia das ervas como a Ayahuasca e San Pedro para si mesmos, e não importa quantas avaliações e depoimentos você leia, parece que, quando as experiências terminam, há um alívio duradouro do trauma emocional , alívio de questões relacionadas ao Distúrbio Pós Traumático e um sem fim de gente experimenta uma profunda sensação de bem-estar .

Rick Strassman, que citamos em várias ocasiões neste artigo, elaborou um livro com respaldo científico chamado “ DMT: The Spirit Molecule “, no qual ele compartilha suas descobertas ao longo da vida sobre as origens do DMT, como ele é encontrado no corpo humano , e o tipo de experiências místicas e espirituais que as pessoas têm ao consumi-lo. O livro foi transformado em filme pouco depois e pode ser assistido no YouTube gratuitamente. Disponibilizei este filme aqui abaixo para você… Vale a pena assistir!

Vivemos em um mundo onde a sociedade ocidental ainda não abraçou a cura natural que é possível graças a uma grande variedade de plantas na Terra, talvez as coisas comecem a mudar quando as pessoas começarem a entender que o corpo humano está adaptando o seu organismo rapidamente o que pode fazer com que desenvolvamos grande tolerância contra drogas químicas destinadas a ajudar na depressão, estresse e outros problemas relacionados com as emoções, o que acaba por gerar necessidade de doses cada vez maiores para que estas drogas químicas façam efeito, e consequentemente gera dependência.

Um documentário feito pela VICE ilustra os perigos que enfrentamos ao extinguirmos as florestas tropicais para cultivar e colher óleos “essenciais” que você vê em todos os lugares nos supermercados hoje, e quão importante é um componente da floresta tropical quando se trata de encontrar caminhos para criar antibióticos naturais, simplesmente porque o corpo humano – ao longo dos últimos 100 anos – aprendeu a se adaptar à maioria dos antibióticos comuns e está se tornando cada vez mais difícil criar antibióticos fortes para vírus mortais e epidemias. 

Benefícios comuns de uma experiência DMT

Se queremos acreditar (aceitar) que uma substância que ocorre naturalmente, como o DMT pode induzir uma experiência espiritual, depende de todos nós individualmente, mas a busca por “análises de DMT” e “relatórios de experiência com a DMT” nos dá uma grande variedade de evidências para trabalhar nos dar um norte e para percebermos padrões comuns e semelhanças que podem ajudar a compreender a função desta substância psicodélica.

Quais são as experiências mais comuns que as pessoas têm ao ingerir DMT por via oral? Abaixo estão nossas descobertas, reunidas por meio de vários estudos e análises pessoais. Fique à vontade para comentar com suas próprias experiências na seção de comentários.

Ainda temos mais a fazer e exploraremos maneiras de estimular e ativar sua glândula pineal mais tarde, mas, por enquanto, outro tópico “polêmico” de discussão são os efeitos do flúor na glândula pineal.

Qual é a correlação do flúor com a glândula pineal?

À medida que você envelhece, sua glândula pineal começa a se calcificar e a perder parte de sua potente funcionalidade. Essas afirmações diferem com base nas escolhas de estilo de vida de cada indivíduo, mas a ingestão de muito flúor é conhecida por ser um fator importante na rapidez com que a glândula pineal se calcifica.

“Um dos inibidores modernos da nossa glândula pineal é o flúor, que a calcifica. Na Europa, acredita-se que 60-80% da população tenha uma glândula pineal calcificada. Inversamente, na Ásia é de 15 a 25% e na África está previsto que seja de 5 a 15%. Grande parte da água na Europa e nossos cremes dentais e enxaguatórios bucais foram saturados com flúor, ao contrário de outros continentes, porque os conselhos médicos históricos mostraram que é benéfico para a saúde de nossos dentes e gengivas, o que está sendo cada vez mais contestada por muitas fontes agora . ”

Caroline Cousins

Uma pesquisa compilada pela Mercola  mostra que o flúor pode não apenas causar câncer, mas também pode levar a doenças devastadoras como o mal de Alzheimer – que está diretamente ligada à incapacidade do corpo de produzir melatonina por causa de uma glândula calcificada: o  flúor reduz a produção de melatonina.

Tem havido grandes explosões de raiva contra os governos de países como os Estados Unidos, que admitiram que os níveis de flúor na água estão muito acima do normal e, desde então, tomaram as medidas adequadas para reduzir a fluoretação da água. No entanto, isso não impediu as pessoas de considerarem esta situação uma conspiração para controlar as pessoas , o que com toda a justiça não é tão improvável, visto que o DMT – que é encontrado no corpo humano – é rotulado como uma droga de Classe 1.

Como resultado do processo de envelhecimento e exposição a toxinas, a glândula pineal começa a se calcificar. O fluoreto de sódio é o inimigo número um de uma glândula pineal saudável. Essa toxina está à espreita no abastecimento de água, alimentos cultivados convencionalmente e pasta de dente. Hormônios dietéticos, mercúrio, alimentos processados, cafeína, tabaco, álcool e açúcares refinados também causam calcificação. Os campos de radiação, como os encontrados em telefones celulares e redes wi-fi, também são prejudiciais. Evitar esses perigos é a etapa preliminar para curar essa glândula. O segundo curso de ação envolve a remoção da calcificação existente.

Quais substâncias calcificam a glândula pineal?

Você pode querer começar a reduzir as substâncias abaixo, para que possa iniciar o processo de reversão dos efeitos que a calcificação tem feito sobre a glândula pineal.

Para iniciar o processo de descalcificação, você precisa primeiro se informar sobre as substâncias mais nocivas que causam a calcificação da pineal. Como regra geral, considera-se que quem consome uma dieta pobre tem maior probabilidade de ter sua glândula calcificada do que quem segue uma dieta saudável e orgânica.

Pasta de dentesSempre verifique se a sua pasta de dente contém flúor. A Colgate pode ter um ótimo histórico de marketing, mas não é a escolha mais ideal ou saudável para suas gengivas. Procure alternativas e explore opções como o óleo de coco, que promovem dentes e gengivas saudáveis.
Cálcio ArtificialA ingestão de grandes quantidades de cálcio proveniente de alimentos processados ​​e suplementos leva a grandes quantidades de fosfato de cálcio que se armazena em seu sistema.
Água poluidaEvite a todo custo água da torneira, use um filtro (e certifique-se de que ele filtra o flúor) sempre que possível, mas o melhor é beber água mineral, que não custa nada comparado a fazer com que a sua saúde vá pelo ralo.
MercúrioEvite alimentos como tubarão, peixe-espada, cavala, peixe-azulejo e também xarope de milho com alto teor de frutose – que a pesquisa mostrou conter traços significativos de mercúrio. A espirulina e a clorela são ótimas adições à sua dieta que podem limpar o seu sistema de qualquer mercúrio.
Pesticidas QuímicosA maioria dos alimentos no supermercado foi cultivada em um ambiente tóxico que usa pesticidas químicos para estimular o crescimento dos alimentos, incluindo um aditivo dietético de hormônios de crescimento para animais. Considere mudar sua dieta para que inclua vegetais orgânicos e ecológicos.
OGM’sOrganismos Geneticamente Modificados são uma fonte de câncer e doenças dentro do corpo, evite a todo custo e verifique sempre os rótulos dos alimentos, de preferência mude sua rotina para incluir nas suas compras principalmente alimentos integrais e orgânicos.
Toxinas MortaisQualquer coisa orgânica contribuirá para a sua saúde geral e para a saúde de sua glândula pineal. Açúcares refinados, anti-sépticos bucais, alimentos artificiais e outros itens químicos “domésticos” prejudicarão sua saúde.
DrogasSubstâncias prejudiciais, como açúcar não orgânico, tabaco, álcool e cafeína, são conhecidas por reduzirem a energia do corpo, o que permite que as toxinas se armazenem em seu sistema.

Então, é preciso perguntar a si mesmo, que tipo de medidas existem para reduzir a calcificação da glândula pineal (além de começar a reduzir o consumo das substâncias citadas acima), e mais ainda, como melhorar a função da pineal para que fique sã?

Como descalcificar sua glândula pineal?

Você já deve ter informações suficientes para entender o propósito da glândula pineal, os efeitos do DMT e como o flúor e outros produtos químicos impedem uma glândula pineal saudável e funcional.

Por exemplo, você pode entrar em qualquer supermercado de alimentos hoje e depois de verificar os rótulos de apenas um punhado de itens, você ficará ciente da produção em massa de alimentos que está acontecendo no mundo hoje, já que a maioria dos itens alimentares contém vários produtos químicos e substâncias que listamos como perigosas para a sua saúde.

O preço de uma alimentação saudável é muito mais acessível do que o preço de sua própria vida, por causa de uma doença que pode ser prevenida por meio de uma mudança cuidadosa em sua dieta.

A lista de itens a seguir é dedicada a informá-lo sobre alimentos e abordagens que podem te ajudar no processo de trazer a sua glândula de volta à sua saúde plena. Não podemos enfatizar o suficiente como é importante fazer uma mudança para uma dieta mais saudável e orgânica.

Cacau cruO cacau cru, em particular suas sementes, está repleto de antioxidantes que mantêm o cérebro saudável, o que pode ajudar a manter o corpo livre de pesticidas.
Óleo de côcoO óleo de coco virgem prensado a frio é o melhor. Os triglicerídeos que acompanham o óleo de coco produzem cetonas no fígado. As cetonas podem ajudar a restaurar a função nervosa do cérebro e curar neurônios danificados.
Luz solarPassar um tempo ao ar livre sob a luz do sol pode ajudar a melhorar seus níveis de serotonina. A luz produzida pelo sol é um gatilho natural da produção de serotonina na glândula pineal. Mantenha a sua exposição à luz durante a noite ao mínimo para um ciclo de sono ideal.
Vinagre de maçãO vinagre de cidra de maçã crua contém grandes quantidades de ácido málico, que é um poderoso desintoxicante para o seu corpo, ao mesmo tempo que é de grande ajuda para a sua digestão.
Água purificadaVerifique sempre a origem da sua água, quem tem experiência em descalcificantes recomendam beber água pura de nascente sempre que possível.
Comida orgânicaComa alimentos crus, orgânicos e saudáveis ​​para dar ao seu corpo a nutrição ideal. Não espere o momento certo e comece a mudar gradativamente seus padrões de dieta. Você ficará surpreso com a rapidez com que os desejos por chocolate de baixa qualidade começam a desaparecer.
Atenção plenaMeditação, respiração, ioga, cânticos/mantras e uma abordagem consciente da vida ajudam a estimular a glândula pineal. Um cérebro feliz é um cérebro positivo, então faça o seu melhor para permanecer positivo na vida e influenciar sua própria experiência de vida por meio de um estilo de vida saudável através das ferramentas diversas de auto conhecimento.
IodoO iodo apoia o funcionamento saudável da tireoide, mas também ajuda a manter a glândula pineal limpa, eliminando todo o fluoreto de sódio do corpo. Algas marinhas, verduras escuras, couve e feijão verde são alimentos ricos em iodo.

Aqui abaixo vou deixar outros elementos “menos acessíveis” que você pode usar para descalcificar a sua Glândula Pineal:

Fruta tamarindo

O fruto do tamarindo africano é extremamente eficaz na remoção de flúor do corpo. Um estudo descobriu que crianças que consumiram tamarindo excretaram significativamente mais flúor na urina em comparação com o grupo de controle e podem interromper ou até mesmo reverter os efeitos da fluorose esquelética.

Bórax

Misture uma colher de chá de bórax (ou boro) em um litro de água e tome em pequenas quantidades ao longo de um ou dois dias. Consulte seu médico antes de usar este método. A beterraba , caracterizada por sua cor vermelha escura e profunda, contém boro. Este elemento ajuda a equilibrar a ingestão de cálcio e a remover metais e outros compostos, como o flúor. A beterraba também contém vitaminas B para ajudar a manter a energia e estimular a saúde celular.

Zeólitas

Esses cristais produzidos de forma vulcânica foram recentemente descobertos como uma forma poderosa de desintoxicar o seu corpo. Eles quebram o cálcio endurecido que se forma ao redor de metais pesados ​​nos tecidos e remove esses metais pesados ​​do corpo.

Clorela

A clorela e a espirulina são repletos de vitaminas, minerais e antioxidantes. Esses e outros superalimentos densos em clorofila removem toxinas metálicas que se acumulam nos órgãos, aumentam os níveis de oxigênio, reparam tecidos danificados e fortalecem o sistema imunológico. A capacidade de remover metais tóxicos dos órgãos ajuda o corpo a remover o acúmulo de metal. Além disso, ao aumentar o oxigênio e a função imunológica, pode ajudar seu corpo a reverter a calcificação da glândula pineal.

Óleo de orégano

A pesquisa apóia o óleo de orégano como uma ferramenta poderosa contra micróbios e outros organismos prejudiciais. Ao apoiar a função imunológica, seu corpo removerá com mais sucesso os organismos prejudiciais antes que possa atacar tecidos como a glândula pineal. Isso reduz a chance de calcificação da glândula. Além disso, o óleo de orégano limpa seu sistema para que você tenha uma saúde melhor.

Você agora tem à sua disposição os dois lados do espectro. As coisas que mais danificam sua pineal e as coisas que ajudam a manter sua glândula saudável. Você pode não ver resultados instantâneos, mas gradualmente, à medida que sua saúde melhorar, você terá muito mais facilidade para fazer uma conexão com a sensação de formigamento no centro de sua testa.

Como estimular sua glândula pineal?

Meditação, respiração, mantras, dança consciente, ioga, jejum e uma cerimônia com a Ayahuasca são formas extremamente potentes de entrar em contato com o terceiro olho. Outros escritores reuniram explicações concisas sobre como estimular a pineal, e estudos diversos vem sendo publicados recentemente.

Combinando uma abordagem consciente de desintoxicar o seu corpo de toxinas, mudando sua dieta para uma dieta orgânica e usando técnicas de meditação com respirações como o SOMA Awakening – você inevitavelmente será capaz de fazer o seu terceiro olho trabalhar para você.

Espiritualidade é um tópico difícil de descrever, e a maior parte do que você lê sobre esses assuntos vem das próprias experiências das pessoas. Felizmente para mim – nunca tive problemas em abraçar os fenômenos naturais que ocorrem no corpo.

Todas as plantas vivas têm traços de DMT, os cientistas provaram que diferentes partes do corpo contêm DMT… O que mais há para saber antes de começarmos a nos abraçar como humanos que são capazes de fazer muito mais do que aparentam?

Cuide da saúde da sua glândula pineal e você verá as recompensas infinitas que você vai obter no seu corpo, mente e espírito!

6 maneiras de ativar a glândula pineal

Ativar a glândula pineal pode ser útil para regular o humor, o sono e os níveis de energia. Aqui estão 5 maneiras de começar:

1. Saia e tome banho de sol

A exposição ao sol faz com que a glândula pineal comece a produzir serotonina e estimula a mente. Qualquer tipo de exposição à luz, direta ou indiretamente, ativa a glândula pineal, levando-a a produzir serotonina. Este neurotransmissor é responsável pelo humor e melhora os níveis de energia. É por isso que é crucial evitar a luz branca das lâmpadas e aparelhos eletrônicos após o pôr do sol, porque você precisa da glândula pineal para produzir melatonina e suprimir a serotonina. Esse processo só pode ser realizado reduzindo a luz dos eletrônicos e lâmpadas o máximo possível. Você pode usar aqueles filtros de luz amarela que já vem como uma configuração de fábrica em todos os aparelhos celulares, smartphones, tablets e computadores mais recentes.

2. Durma na escuridão total

Um ambiente escuro garante que a sua glândula pineal produza melatonina suficiente para garantir um sono bom e repousante. Certifique-se de evitar dispositivos retroiluminados, como telefones, tablets, monitores de computador ou TV antes de dormir. A iluminação desses dispositivos estimula a produção de serotonina, enganando sua glândula pineal e fazendo-a pensar que é dia, confundindo seu ciclo vigília/sono.

3. Olhar para o Sol

Olhar para o sol é talvez um dos exercícios mais controversos que você pode fazer para ativar a glândula pineal, simplesmente porque não há evidências científicas que comprovem sua eficácia ou segurança. Aqui está o básico da prática: nos primeiros 15 minutos de luz do sol no início do dia e depois nos 15 minutos finais de luz do sol no final do dia, você olha para o sol por alguns segundos, mas apenas alguns de segundos. Novamente, contemplar o sol diretamente tem seus riscos. Simplesmente sair ao sol e ter os olhos expostos à luz indiretamente pode ajudar a estimular a glândula pineal sem ter que olhar diretamente para os raios do sol.

4. Meditação

Meditação é a arte de dominar a mente por meio do desenvolvimento e fortalecimento da consciência. Sendo que a mente subconsciente está constantemente despejando pensamentos ao acaso na mente consciente e pode sequestrar a consciência e a atenção de uma pessoa, é fundamental que a pessoa desenvolva sua capacidade de dominar sua mente para que possa orientá-la na direção que realmente deseja.

À medida que as barreiras entre a mente subconsciente e consciente são gradualmente dissolvidas através do ato da meditação, a pessoa ganha progressivamente mais e mais uma rédea sobre sua consciência, o que por sua vez os permite direcionar sua força de vontade mais precisamente para o que eles realmente pretendem realizar com sua vida.

Com a prática desse ato, a pessoa ganha mais domínio sobre a mente subconsciente e também uma melhor perspectiva sobre seus próprios programas mentais indesejáveis ​​que podem estar funcionando como um loop de feedback. À medida que se progride na meditação e a mente adquire mais e mais quietude, a tensão na mente decorrente do pensamento hiperativo é reduzida e a massa cinzenta do cérebro torna-se mais macia e flexível. Por sua vez, a glândula pineal, que fica no centro dos hemisférios direito e esquerdo do cérebro, está habilitada a funcionar com maior receptividade e transmutação energética.

A glândula pineal responde aos sinais bioelétricos de luz e escuridão, e a meditação ativa essa energia bioelétrica. Com a prática, você pode aprender a direcionar essa energia para esse órgão altamente sensível. Você também desenvolve uma maior sensibilidade, foco e uma concentração suave para absorver e receber as visões, insights e imagens sem julgamentos.

5. Jejum

O que Jesus, Moisés, Buda e Sócrates têm em comum? Resposta: Todos eles se engajaram na prática do jejum. Por sua vez, pode não ser surpresa que uma das melhores maneiras testadas pelo tempo para melhorar a clareza mental e rejuvenescer o cérebro, o corpo e a alma seja participando de um jejum.

Os sistemas digestivos são constantemente bombardeados pelos alimentos que comemos ao longo do dia e, como resultado, costumam jogar um jogo interminável de recuperação para eliminar os alimentos antigos e digerir os novos. Nesse estado de digestão constante, nossos corpos nunca têm a chance de descansar e se desintoxicar adequadamente. Quando o jejum é finalmente realizado, um grande peso é retirado do corpo, o que libera grandes quantidades de energia. Esta nova energia é usada para produzir o hormônio do crescimento humano, que estimula a produção de novas células cerebrais e neurônios.

Um estudo do Intermountain Medical Center mostrou que as pessoas que participaram de um jejum de 24 horas tiveram um aumento de 1300% a 2000% no hormônio do crescimento humano como resultado. O maior benefício para o cérebro com o jejum, entretanto, pode ser o resultado da desintoxicação que ocorre durante o jejum. Uma vez que o corpo não precisa mais trabalhar para eliminar novas toxinas, é permitido retroceder e limpar as toxinas armazenadas mais antigas que se acumularam no cérebro e no corpo ao longo da vida de uma pessoa. À medida que um rápido avança, o corpo é capaz de consumir tudo o que não seja essencial para o seu bom funcionamento. Isso inclui bactérias, vírus, tumores fibróides, resíduos acumulados como produtos químicos, metais pesados, pesticidas, flúor e outras toxinas que podem ser eliminados do corpo como resultado.

Quem é novo no jejum pode começar pulando uma refeição durante o dia. A partir daí, pode-se passar para o jejum de suco e/ou jejum de água mineral. Pessoas que sofrem de doenças ou que tomam medicamentos devem sempre consultar um profissional de saúde antes de iniciar o jejum.

6. Breathworks (Técnicas de Respiração)

Existem diversas técnicas de respiração (breathworks) bem antigas como as do tantra e pranayama que foram desenvolvida no nosso passado bem mais espiritual especificamente para promover o desbloqueio da glândula pineal.

O Dr. Joe Dispenza em seu livro Tornando-se Sobre Humano ensina uma dessas técnicas de respiração que devem ser feitas diariamente para desbloquear a glândula pineal e mantê-la assim, desbloqueada.

O SOMA Awakening Breathworks reune uma série de técnicas das mais diversas tradições e escolas ancestrais através de um protocolo cientificamente comprovado para desbloquear a glândula pineal e induzir a geração orgânica e natural da DMT através da respiração e das Frequências Tripnaurais. No SOMA Awakening também usamos o poder do som, da medicina sonora, da entoação de mantras e mesmo da dança para induzir estados elevados de consciência de puro extâse!

Problemas modernos com a glândula pineal

A calcificação é o maior problema da glândula pineal. O flúor se acumula na glândula pineal mais do que qualquer outro órgão e leva à formação de cristais de fosfato. À medida que sua glândula pineal endurece devido à produção de cristal, menos melatonina é produzida e a regulação de seu ciclo vigília-sono é perturbada.

A pesquisa também relata que o endurecimento com flúor acelera o desenvolvimento sexual em crianças, especialmente em meninas. E este é um problema sério, pois um estudo de 30 anos atrás relatou que 40% das crianças americanas com menos de 17 anos apresentavam calcificação pineal no processo. Desde então, temos visto crianças, especialmente meninas, experimentar o início da puberdade cada vez mais cedo.

Além do flúor, haletos como o cloro e o bromo também se acumulam e danificam a glândula pineal. Os suplementos de cálcio também podem causar problemas. Sem vitamina D suficiente – 64% dos americanos são deficientes em vitamina D – assim o cálcio não se torna biodisponível e calcifica o tecido humano, incluindo a glândula pineal.

Eliminar o flúor pode ser o melhor primeiro passo para reduzir os problemas de saúde. Use creme dental sem flúor, evite água da torneira e beba água mineral ou filtrada. Para obter a melhor água filtrada, use um filtro de osmose reversa. Coma alimentos ricos em cálcio em vez de tomar suplementos de cálcio, se puder obter bastante vitamina D.

Se você gostaria de aprender mais a como elevar a sua vibração e desbloquear a sua glândula pineal através de protocolos de meditação com breathworks, conheça o Protocolo de 21 Dias do SOMA Awakening Breathworks, uma imersão de meditação que está transformando muitas vidas!

Para participar, clique na imagem abaixo!

SOMA quer dizer um corpo, uma mente e um espírito… Este é o grupo que torna todos os praticantes da meditação em uma comunidade.

A Força do SOMA está na sua comunidade, nessa incrível tribo de pessoas despertas que estamos construindo juntos!

Artigos científicos:

[1] Schmid HA Diminuiu a Biossíntese de Melatonina, Fluxo de Cálcio, Calcificação da Glândula Pineal e Envelhecimento: Uma Estrutura Hipotética. Gerontology 1993; 39: 189 199.

[2] Jennifer Anne Luke. O efeito do flúor na fisiologia da glândula pineal. Trechos das páginas: 1-9; 51-53; 167-177. 1997.

[3] Zimmerman RA, Bilaniuk LT. Incidência relacionada à idade de calcificação pineal detectada por tomografia computadorizada. Radiologia. Março de 1982; 142 (3): 659-62.

[4] Mitchell DM1, Henao MP, Finkelstein JS, Burnett-Bowie SA. Prevalência e preditores de deficiência de vitamina D em adultos saudáveis. Endocr Pract. Novembro-dezembro de 2012; 18 (6): 914-23. doi: 10.4158 / EP12072.OR.

[5] Khandare AL1, Kumar PU, Shanker RG, Venkaiah K, Lakshmaiah N. Efeito benéfico adicional da ingestão de tamarindo sobre o suprimento de água desfluoridada para meninos adolescentes em uma área fluorótica. Nutrição. Maio de 2004; 20 (5): 433-6.

[6] Khandare AL1, Rao GS, Lakshmaiah N. Efeito da ingestão de tamarindo na excreção de flúor em humanos. Eur J Clin Nutr. Janeiro de 2002; 56 (1): 82-5.

[7] Arjoon AV1, Saylor CV, May M. Eficácia in vitro de extratos antimicrobianos contra o patógeno atípico de ruminantes Mycoplasma mycoides subsp. capri. BMC Complement Altern Med. 2 de outubro de 2012; 12: 169. doi:10.1186 / 1472-6882-12-169.

[8] Domingo JL, Gà³mez M, Llobet JM, Corbella J. Efeitos comparativos de vários agentes quelantes na toxicidade, distribuição e excreção de alumínio. Hum Toxicol. Maio de 1988; 7 (3): 259-62.

Fontes do artigo:

Sobre Autor

Professor Gabriel Menezes

Fundador do Spartancast, Consultor e Especialista Internacional em Liderança, Alta Performance e Mindfulness dando treinamentos corporativos em todos os continentes do mundo. DJ, Terapeuta Holístico (Registro Profissional CRTH-BR: 3128) e Professor de Mindfulness credenciado pela International Meditation Teachers and Therapists Association (IMTTA), Membro Executivo do International Institute for Complementary Therapists (IICT) e Membro Profissional da American Mindfulness Research Association (AMRA). Diretor e Representante da IMTTA no Brasil formando mais de 200 Professores de Meditação e Terapeutas. CEO do SOMA Awakening Breathworks nos Países de Língua Portuguesa.

3 comments

  1. Suely 24 setembro, 2021 at 07:00

    Bom dia!
    Excelente artigo
    Estamos há muitos anos recebendo cálcio, flúor e outras toxinas em de masia. Prepara do o indivíduo para não pensar, para não criar. Estarmos cientes disso é um grande passo para observar mais e ter melhor consciência e modificaro-nos em todos aspectos de nossa vida., Gratidão sempre!,, 💜

  2. Rubens Pires Moura 1 outubro, 2021 at 06:37

    Bom dia professor Gabriel Menezes, que conteúdo fantástico e muito ditado, com muito embasamento científico comprovando as eficácia das metodologias sugeridas, um material completo que não deixa a desejar em nada, muito obrigado por toda essa aprendizagem.

Adicione um novo comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.