fbpx

A Cura para Toda Ansiedade!

0
Ansiedade
Ansiedade Cura

Vivemos em uma cultura que diz que a única maneira de conseguir o que você deseja é: FAZER, FAZER, e, FAZER ainda mais! O sistema diz: “Empurre. Esforce-se. Lute. Faça acontecer. Enfie a unha na carne. Trabalhe duro. Persista. E nunca desista.”

Houve uma época em minha vida que eu acreditei que isso fosse verdade. Render-me ao fluxo e relaxar foi algo que eu só consegui aprender depois que tudo o que o meu ego sabia fazer, falhou. Antigamente, só depois de exaurir todas as minhas forças e opções disponíveis, é que eu caía de joelhos cansado, às vezes até mesmo em lágrimas de desespero, e me rendia ao Divino.

Agora eu sei que existe uma outra maneira de viver mais leve e fluída, onde a entrega não é o último esforço depois que você sem forças, fica frustrado e desiste.

É uma prática espiritual em que você se entrega primeiro, não porque não haja ações a serem tomadas, mas porque você confia que viver em alinhamento com a Vontade Divina é mais fácil e mais gratificante num nível profundo de alma.

Você percebe que essa é uma forma melhor de agir… Muito melhor do que ficar constantemente perseguindo os desejos sempre apegados do ego, que nunca são satisfeitos.

Esta não é a Lei da Atração

Talvez você já tenha percebido a insanidade de tentar empurrar, se esforçar e fazer as coisas acontecerem da maneira tradicional, e agora você trocou tudo isso para a prática da “Lei da Atração” que apela para o nosso ego dizendo coisas como: “Obtenha tudo o que você deseja, visualize os seus sonhos, vibre e sinta a visão de ter aquilo que tanto desejas”, e no final isso é só mais um disfarce para deixar o “divino realizar os desejos do ego”, no final isso só está reforçando as expectativas do ego de “manifestar” o que ele deseja.

Mas isso não é apenas outra forma de “empurrar, forçar e lutar?”

Agora, em vez de empurrar e se esforçar no nível físico, você está empurrando e lutando em seus esforços para manifestar seus desejos em um nível “espiritual”.

E se houver uma maneira totalmente diferente de viver?

E se, em vez de se apegar ao que o seu ego deseja, você estiver disposto a deixar o Divino assumir a liderança, permitindo que tudo o que é do bem mais elevado venha a existir, independentemente do que o seu ego deseja?

E se você estiver disposto a entregar e confiar todos os seus desejos ao Divino e, então, ser corajoso o suficiente para seguir a orientação espiritual que o direciona ao mais alto, mesmo se você se afastar daquilo que você “pensa” que deseja?

Você estaria disposto a confiar que algo superior ao seu ego tem os melhores interesses no coração?

Você estaria disposto a deixar a sua Bússola Interior assumir a liderança em sua vida, em vez de manter o seu ego no controle de suas decisões o tempo todo?

Abertura Ultrajante

Como ensinei recentemente em uma aula de meditação do SOMA, não é apenas possível oferecer seus desejos e problemas ao Divino; mas também é possível alcançar uma maneira de viver muito mais mágica, milagrosa e gratificante. Mas este não é um conceito fácil para as pessoas entenderem!

Tente dizer às pessoas que não é o trabalho delas mudar os outros, que não é responsabilidade delas assegurar um resultado perfeito no seu trabalho, que elas não têm o poder de transformar as suas vidas através do trabalho duro, que em vez disso, elas têm a oportunidade de permitir que suas mãos e mentes muito hábeis sejam servas da Vontade Divina, sem reivindicar nenhum crédito por um resultado “bom” ou se culpar por um resultado “ruim”!

É muito difícil convencer as pessoas a acreditarem nisso, eu sei, pois eu também não conseguiar acreditar nisso antes.

Isso não significa que as pessoas que aprenderam a viver no fluxo através da entrega, rendição e da confiança não farão tudo ao seu alcance para obter os melhores resultados possíveis nas suas vidas e trabalhos. Mas significa que elas, ao invés de orar por um resultado perfeito, elas oram para que tudo o que está nas alturas venha a existir. Elas oram para que possam ser vasos da Vontade Divina, em qualquer forma que seja do melhor interesse e para o bem maior.

Os alunos do SOMA Awakening Breathworks entendem isso TOTALMENTE, mas essa é uma forma tão radical de viver e atingir a realização, é uma forma tão radical de praticar a vida, que temos que torná-la uma prática diária através da meditação.

Veja se você consegue sentir a paz que é viver desta maneira. . .

Oportunidades de Rendição

Se você está lutando para ter sucesso em sua carreira. . . renuncie ao seu desejo de realizar e peça, em vez disso, que seja usado no serviço da maneira que estiver mais alinhada com a sua evolução.

Caso esteja doente e com dor. . . deixe de lado o apego de curar-se e aceite o que está, bem aqui, agora, acontecendo sem resistência.

E, se você deseja um amor verdadeiro. . . entregue seu desejo a um poder maior do que você, e confie que o amante perfeito já foi escolhido e você encontrará este ser no Tempo Divino, quando sua alma estiver pronta para dar e receber amor incondicional.

Caso você esteja tentando engravidar. . . ofereça seu desejo de ser uma mãe para o Divino e esteja disposta a ser mãe de qualquer maneira que o Divino queira usá-la.

Ou, caso você esteja no meio de um divórcio contencioso, se está sendo processado ou se sua casa não está vendendo. . . confie e deixe ir.

Se o seu computador ou o seu negócio falir e a sua conta bancária estiver diminuindo, entregue-se.

Se você anseia por um novo carro ou um novo apartamento ou mesmo apenas uma vaga de estacionamento, ofereça-o ao Divino e preste atenção à orientação espiritual que o levará ao que for mais adequado para você.

Qualquer desejo não satisfeito que está sobrecarregando você, qualquer problema que você acha que tem que resolver – tente entregá-lo ao Divino como uma oferta de confiança.

Banindo o “Meu”

Uma coisa que eu ensino aos meus alunos é que colocar esse conceito em prática na vida cotidiana fica mais fácil se você banir a palavra “meu” do seu vocabulário.

Se você tem medo de perder o “meu” dinheiro ou de ter um resultado ruim com o “meu” trabalho, você vai agarrar e se prender a isso criando esforço e tensão. Mas se você sabe que o dinheiro é do Criador e o trabalho é do Criador, você confia que é seguro deixar ir. Se você está lutando contra o divórcio, provavelmente é porque está se agarrando à “minha” casa, ao “meu” carro e ao “meu” filho.

Mas e se for a casa do Universo, o carro do Universo e o filho do Universo? Como minha terapeuta me disse durante o divórcio do “meu” primeiro casamento:

“Você está sofrendo porque pensa que são‘ meus ’livros,‘ meus ’negócios,‘ meu ’ carro, ‘minha’ mulher, ‘minha’ casa. Mas você não teria merda nenhuma se não fosse pela generosidade de Deus. “

Desapegando-se

Quando você percebe que nada disso é seu, que você não pode reivindicar ou mesmo manter nada disso, quando está disposto a desapegar-se de qualquer coisa que considere “minha”, você de repente está livre.

Não há necessidade de agarrar ou se prender a algo. Como essa minha terapeuta disse: “O próprio ato de agarrar a pena cria a corrente de vento que a empurra para longe.”

Ironicamente, muitas vezes – mas nem sempre – quando você solta, é o momento em que de repente você consegue exatamente o que deseja.

Mas você não pode escolher viver dessa maneira para propósitos egoicos!

A motivação deve ser pura: Deixar ir porque você confia, e não porque seu ego está se agarrando a este ensinamento espiritual como mais uma ferramenta para conseguir o que deseja.

A Rendição NÃO é Passiva

Este é um conceito tão contra-intuitivo que a maioria das pessoas resiste em aceitá-lo. Nossa cultura nos ensina que deixar ir é para os fracos. Os vencedores fazem as coisas acontecerem. Os campeões se apressam e lutam. Apenas pessoas preguiçosas e perdedoras se rendem. A rendição soa tão passiva, certo?

Mas abandonar o apego aos desejos do ego não é preguiçoso ou descuidado ou se quer é a ação de um perdedor. É o risco mais corajoso que você assumirá porque requer que você confie em algo que o ego nunca poderá aceitar – que é realmente mais seguro deixar a alma liderar.

Abandonar o apego não significa não fazer nada. Depois de oferecer seus desejos e problemas a uma Fonte superior, você frequentemente terá insights e inspirações e se pegará pulando para tomar uma atitude inspirada. Mas essa ação não surge do pânico do ego que se apodera e se apossa, mas da inspiração e solução de problemas relaxada, pacífica e criativa da alma.

Quando você é corajoso o suficiente para tentar isso, é provável que descubra que tudo se torna mais fácil. Seus desejos se tornam simplesmente preferências, e seu único desejo real se torna o desejo de deixar o Divino usá-lo da maneira que melhor sirva ao bem mais elevado.

Colocando a Entrega e a Rendição em Prática

Parte da beleza desse estilo de vida é que ele tira toda a ansiedade que normalmente pode acompanhar algo como o lançamento de um novo produto.

Deixe-me dar um exemplo de como fui chamado para praticar a rendição de maneiras práticas…

Há alguns anos anunciamos que estávamos abrindo inscrições para a 1ª turma do meu 1º curso de Meditação que se chamava Ciência da Transformação. E assim que lançamos, depois de termos investido mais de 10 mil reais em anúncios e termos trabalhado muito dedicando todo o nosso esforço, não vendemos ABSOLUTAMENTE NADA, e fechamos no prejuízo.

Na época eu comecei a entrar em pânico: “Oh não! Como vou cobrir esse prejuízo? Como vou pagar as minhas contas e aluguel no próximo mês? E agora, essa era a minha última esperança!”

O Valter, meu braço direito, ao invés de focar no problema logo trouxe a solução: “Gabriel, porque você não pega alguns vídeos e meditações que você já tenha gravado e cria um curso com um ticket mais baixo pra gente fazer um downsell com as pessoas que alcançamos nas campanhas de anúncio?”

Inicialmente, o meu ego tão apegado aquele curso que eu tinha dedicado 1 ano inteiro, criando, testando, desenvolvendo, estudando e melhorando, achou aquela ideia absurda:

“Como assim, depois de ter dedicado meses, milhares de horas fazendo o Ciência da Tranformação com um alto nível de profissionalismo, agora eu vou pegar um monte de vídeos e meditações aleatórias e fazer um curso tipo frankenstein? Se eu não vendi o meu melhor curso, como eu vou vender um curso medíocre que eu não vou gastar nem 1% da dedicação que eu dei ao outro?”

Entregue-se

Eu fique com esse barulho na minha cabeça, e então me lembrei de ir meditar para buscar guiança… e na meditação veio uma voz no meu coração dizendo: “Renuncie a tudo”. Entregue a expectativa de ser perfeito. Renda-se ao seu desejo de ajudar as pessoas fazendo o que você sabe de melhor. Abandone qualquer ideia de que o curso é “meu”. Solte. Deixe ir embora . . .”

Então, eu criei o novo curso em menos de 1 semana. E entreguei ao Universo: “se ensinar a meditação é realmente a minha missão eu vou conseguir cobrir o prejuízo e pagar o aluguel no próximo mês. Se não, bem. . . nada disso é “meu” e acredito que, se não fui feito para fazer isso, serei orientado a fazer tudo o que estiver mais alinhado com a minha missão e propósito.”

E não é que deu certo! Pois é… Conseguimos cobrir prejuízo e ainda ter um lucro, com menos de 1% do esforço que dedicamos no lançamento do curso principal!

O que tiver que ser, será, e o que não… passará.

Cave Cedo

Viver assim exige prática constante. Tenho que lembrar o que aprendi com meus “professores espirituais” pelo menos vinte vezes por dia, porque meu hábito de agarrar, fazer e empurrar para resolver problemas está tão arraigado depois de anos de lavagem cerebral cultural que tenho que continuar me lembrando de me render, entregar e confiar.

Mas quanto mais eu faço isso, mais rapidamente me lembro de deixar ir. A rendição não é mais algo que faço como um ato de desespero depois que tudo que tentei falhou. É algo que tento fazer minutos logo após identificar um desejo ou encontrar um problema que acho que “preciso” resolver. Como diz Martha Beck, “Cave cedo”.

Quando você opta por viver assim, algo surpreendente acontece. Sua ansiedade vai embora. Nem sempre de forma permanente. Mas você pode continuar se lembrado disso repetidamente através da prática da meditação.

Quando você medita e aprende a deixar a sua respiração fluir sem tentar controlá-la, e deixa o seu corpo e mente relaxar, você entre no que eu chamo de Zona de Confiança, e nesta zona a ansiedade não pode coexistir, nesta zona sentimos no nosso corpo e experimentamos na prática da meditação, a sensação da entrega e da rendição.

Então eu te desafio! Você está pronto para liberar a ansiedade? Está disposto a “desistir” mais cedo? Você estaria disposto a ser tão corajoso?

Atreva-se a entrar no SOMA S.O.S. , um desafio de 14 dias para se libertar de vez da ansiedade. . . MAS faça isso apenas se você estiver pronto para alcançar a paz interior e se encontrar inundado de alegria!

Se você estiver pronto para viver de forma mais leve, alegre e em paz, CLIQUE NA FOTO ABAIXO:

ansiedade

Sobre Autor

Professor Gabriel Menezes

Fundador do Spartancast, Consultor e Especialista Internacional em Liderança, Alta Performance e Mindfulness dando treinamentos corporativos em todos os continentes do mundo. DJ, Terapeuta Holístico (Registro Profissional CRTH-BR: 3128) e Professor de Mindfulness credenciado pela International Meditation Teachers and Therapists Association (IMTTA), Membro Executivo do International Institute for Complementary Therapists (IICT) e Membro Profissional da American Mindfulness Research Association (AMRA). Diretor e Representante da IMTTA no Brasil formando mais de 200 Professores de Meditação e Terapeutas. CEO do SOMA Awakening Breathworks nos Países de Língua Portuguesa.

Sem comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.